SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue1CORRELATION BETWEEN PLATELET COUNT AND BOTH LIVER FIBROSIS AND SPLEEN DIAMETER IN PATIENTS WITH SCHISTOSOMIASIS MANSONIANALYSIS OF THE SURVIVAL OF CIRRHOTIC PATIENTS ENLISTED FOR LIVER TRANSPLANTATION IN THE PRE- AND POST-MELD ERA IN SOUTHERN BRAZIL author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803

Abstract

KOTZE, Paulo Gustavo et al. Adalimumabe na terapia de manutenção por um ano na doença de Crohn: resultados de um estudo observacional unicêntrico Latinoamericano. Arq. Gastroenterol. [online]. 2014, vol.51, n.1, pp.39-45. ISSN 0004-2803.  https://doi.org/10.1590/S0004-28032014000100009.

Contexto

O adalimumabe é um anticorpo monoclonal totalmente humano que inibe o TNF alfa, com eficácia documentada na manutenção da remissão clínica na doença de Crohn. Estudos com pacientes latinoamericanos são escassos nesse cenário.

Objetivos

O objetivo deste estudo foi analisar as taxas de remissão clínica após 12 meses de terapia com adalimumabe em portadores de doença de Crohn.

Métodos

Estudo retrospectivo unicêntrico observacional de uma série de casos de pacientes brasileiros portadores de doença de Crohn tratados com adalimumabe. Variáveis analisadas: dados demográficos, classificação de Montreal, medicações concomitants, taxas de remissão após 1, 4, 6 e 12 meses. Remissão foi definida como índice de Harvey-Bradshaw ≤4 e foram utilizadas as análises de imputação de não-resposta e última observação considerada. A influência do infliximab prévio foi analisada pelo teste de Fischer e qui-quadrado (P<0.05).

Resultados

Cinquenta pacientes, com media de idade de 35 anos no início da terapia foram incluídos. As taxas de remissão após um ano foram de 54% (análise imputação de não-resposta) e 88% (análise de última observação considerada. A remissão clínica ocorreu em 69.23% dos pacientes com infliximab prévio e 94.59% nos virgens de infliximab (P = 0.033).

Conclusão

O adalimumabe foi efetivo na manutenção da remissão clínica após 1 ano, com adequado perfil de segurança com eficácia maior nos pacientes virgens de infliximab.

Keywords : Fator de necrose tumoral alfa; Antagonistas adrenérgicos alfa, administração e dosagem; Doença de Crohn, prevenção e controle.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )