SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue4FOOD CONSUMPTION OF CIRRHOTIC PATIENTS, COMPARISON WITH THE NUTRITIONAL STATUS AND DISEASE STAGINGALLERGIC PROCTOCOLITIS IN INFANTS: analysis of the evolution of the nutritional status author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803On-line version ISSN 1678-4219

Abstract

PIMENTA, Júlio Rocha et al. Avaliação da profilaxia primária em crianças e adolescentes cirróticos com propranolol e ligadura elástica. Arq. Gastroenterol. [online]. 2016, vol.53, n.4, pp.257-261. ISSN 1678-4219.  https://doi.org/10.1590/S0004-28032016000400009.

Contexto

A eficácia dos beta-bloqueadores e de procedimentos endoscópicos como a ligadura elástica endoscópica para profilaxia primária de ruptura de varizes de esôfago em adultos cirróticos já foram demonstrados por inúmeros ensaios clínicos na população adulta, porém poucos são os estudos envolvendo a faixa etária pediátrica.

Objetivo

Avaliar a profilaxia primária com β-bloqueador em crianças e adolescentes cirróticos com hipertensão porta.

Métodos

Estudo de coorte envolvendo 26 pacientes cirróticos. O propranolol foi o β-bloqueador utilizado para a profilaxia. Quando contraindicado o uso de β-bloqueador, ou se efeitos colaterais presentes, os pacientes eram encaminhados para profilaxia endoscópica com ligadura elástica. Os pacientes foram avaliados por endoscopia, e naqueles que foram observadas varizes de médio e/ou grosso calibre ou presença de manchas avermelhadas nas varizes, independentemente do calibre das varizes, a profilaxia primária foi indicada.

Resultados

Dos 26 pacientes avaliados, 9 (34,6%) tinham contraindicações para o uso de propranolol e foram encaminhados para a profilaxia endoscópica. Seis (35,3%) dos 17 pacientes que receberam β-bloqueador (propranolol) apresentaram sangramento após mediana de tempo de acompanhamento de 1,9 anos. A dose de β-bloqueio variou de 1 mg/kg/dia a 3,1mg/kg/dia e em sete (41,2%) pacientes o propranolol foi suspenso por falha em atingir β-bloqueio ou presença de efeitos adversos, tais como sonolência, broncoespasmo e hipotensão. No grupo de pacientes que receberam a profilaxia endoscópica (ligadura elástica) não foi observado nenhum episódio de hemorragia digestiva alta durante o período de acompanhamento.

Conclusão

Todos os pacientes que apresentaram hemorragia digestiva alta no presente estudo estavam recebendo profilaxia com propranolol. Foi observado, ainda, elevado número de contraindicações e efeitos colaterais, com consequente encaminhamento para profilaxia endoscópica. A profilaxia endoscópica foi eficaz na redução de episódios de hemorragia digestiva alta.

Keywords : Cirrose hepática; Varizes esofágicas e gástricas, terapia; Prevenção de doenças; Propranolol; Endoscopia gastrointestinal, reabilitação; Crianças; Adolescente.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )