SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue2ESOPHAGEAL MOTILITY IN MEN AND WOMEN EVALUATED BY HIGH-RESOLUTION MANOMETRYPERSONALITY TRAITS, ANGER AND PSYCHIATRIC SYMPTOMS RELATED TO QUALITY OF LIFE IN PATIENTS WITH NEWLY DIAGNOSED DIGESTIVE SYSTEM CANCER author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803On-line version ISSN 1678-4219

Abstract

LEANDRO-MERHI, Vânia Aparecida  and  AQUINO, José Luiz Braga de. Relação entre estado nutricional e desfechos clínicos pela técnica da análise de correspondência múltipla em pacientes com e sem neoplasias. Arq. Gastroenterol. [online]. 2017, vol.54, n.2, pp.148-155.  Epub Mar 16, 2017. ISSN 1678-4219.  http://dx.doi.org/10.1590/s0004-2803.201700000-05.

CONTEXTO

Muitos estudos já vêm relatando há muitos anos, alguns desfechos indesejáveis que podem se manifestar durante o curso da hospitalização em pacientes diagnosticados com desnutrição ou até mesmo com algum risco nutricional.

OBJETIVO

Explorar pela técnica da análise de correspondência múltipla a relação entre o estado nutricional e os desfechos clínicos apresentados no decorrer da internação em pacientes hospitalizados.

MÉTODOS

Estudo transversal com 600 pacientes com e sem neoplasias. Foram estudados os indicadores nutricionais de avaliação subjetiva global, screening de risco nutricional, antropometria (IMC, circunferência braquial-CB, circunferência muscular do braço-CMB, prega cutânea triciptal-PCT), perda de peso recente e consumo energético habitual (CEH/NE <75%). Como desfechos clínicos, foram considerados a presença de complicações, tempo de internação e óbito. Os dados foram analisados pelo teste qui-quadrado ou exato de Fisher, com nível de significância de 5%. Para a análise multivariada dos dados, utilizou-se a análise de correspondência múltipla.

RESULTADOS

O mapa fornecido pela análise de correspondência múltipla no grupo de pacientes com neoplasias, mostrou que as categorias de baixo peso pelo IMC, PCT, CB e CMB ≤ ao percentil 15, desnutrido pela avaliação subjetiva global, com risco nutricional pelo screening de risco nutricional, com perda de peso recente, sexo masculino, idade ≥ a 60 anos e CEH/NE <75% se associaram e foram representadas pelo óbito, com complicações e mais próximos do tempo de internação ≥ a 7 dias. O mapa fornecido pela análise de correspondência múltipla no grupo de pacientes sem neoplasias, mostrou que as categorias de baixo peso pelo IMC, PCT ≤ ao percentil 15, desnutrido pela avaliação subjetiva global e com risco nutricional pelo screening de risco nutricional se associaram e foram representadas pelo óbito. Complicações e tempo de internação ≥ 7 dias representaram as categorias de sexo masculino, sem perda de peso recente, CEH/NE <75%, CB e CMB ≤ ao percentil 15, PCT entre percentil 15 e 85 e idade < 60 anos.

CONCLUSÃO

Os resultados deste estudo confirmaram uma associação entre indicadores nutricionais insatisfatórios e desfechos clínicos indesejáveis.

Keywords : Avaliação nutricional; Estado nutricional; Antropometria; Perda de peso; Neoplasias.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )