SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue1ENDOSCOPIC BAND LIGATION FOR THE TREATMENT OF HEMORRHOIDAL DISEASEANTHROPOMETRIC AND DIETETIC EVALUATION OF PEOPLE WITH ILEOSTOMIES author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803On-line version ISSN 1678-4219

Abstract

BOEMEKE, Laura et al. Correlação entre a circunferência do pescoço e resistência a insulina em pacientes com DHGNA. Arq. Gastroenterol. [online]. 2019, vol.56, n.1, pp.28-33.  Epub Mar 18, 2019. ISSN 1678-4219.  https://doi.org/10.1590/s0004-2803.201900000-06.

CONTEXTO:

A resistência à insulina, em especial a induzida pela obesidade, desempenha papel central no desenvolvimento da doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA). Embora seja importante a avaliação de pacientes com excesso de peso, as ferramentas de avaliação nutricional utilizadas na prática clínica apresentam limitações. A circunferência do pescoço, a partir disso, torna-se uma alternativa viável e de baixo custo, a qual parece estar relacionada ao acúmulo de gordura no tecido hepático.

OBJETIVO:

Avaliar a associação entre a circunferência do pescoço (CP) e as alterações metabólicas em pacientes com DHGNA.

MÉTODOS:

Estudo transversal realizado em 82 pacientes, dos quais 76 foram submetidos à biópsia hepática. Foram realizadas as medidas de peso, altura, circunferência abdominal e CP. Valores de CP ≥42 cm e ≥36 cm foram considerados alterados para homens e mulheres, respectivamente. Os exames laboratoriais e o resultado da biópsia hepática foram coletados dos prontuários dos participantes. Foram avaliados os níveis glicêmicos em jejum, insulina, hemoglobina glicosilada, triglicerídeos, colesterol total, lipoproteína de alta densidade (HDL-C), lipoproteína de baixa densidade (LDL-C), ferritina, fosfatase alcalina, gama glutamiltransferase, albumina, bilirrubina total, bilirrubina direta, transaminase glutâmico-oxalacética, transaminase glutâmico-pirúvica e o índice HOMA-IR.

RESULTADOS:

Foram avaliados 82 pacientes. Os pacientes com CP alterada apresentaram aumento do índice de massa corporal (P=0,043), circunferência abdominal (P=0,007), insulina (P=0,003) e HOMA-IR (P=0,029) quando comparados àqueles com CP adequada. A CP foi significativamente correlacionada com níveis reduzidos de colesterol de alta densidade (HDL-C) em homens (r= -042, P<0,05), aumento dos níveis de insulina em homens e mulheres (rs=0,47, P<0,05 e rs = 0,51; P<0,01, respectivamente), bem como maior índice HOMA-IR, tanto do sexo masculino (rs=0,49; P<0,01) quanto do feminino (rs=0,30; P<0,05). Não houve associação significativa entre CP e os desfechos hepáticos (r=0,145, P=0,36).

CONCLUSÃO:

A CP está associada com o índice HOMA-IR em pacientes com DHGNA. A CP pode ser utilizada no rastreamento da resistência à insulina nesses pacientes, considerando que a resistência à insulina desempenha um papel fundamental na progressão da doença.

Keywords : Gordura abdominal; Resistência à insulina; Hepatopatia gordurosa não alcoólica; Doenças nutricionais e metabólicas; Sobrepeso.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )