SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue1CLINICAL AND ENDOSCOPIC EVALUATION IN PATIENTS WITH GASTROESOPHAGEAL SYMPTOMSPREDICTORS OF UNSUCCESSFUL OF TREATMENT FOR FECAL INCONTINENCE BIOFEEDBACK FOR FECAL INCONTINENCE IN FEMALE author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803On-line version ISSN 1678-4219

Abstract

TESS, Beatriz H; MAXIMIANO-FERREIRA, Letícia; PAJECKI, Denis  and  WANG, Yuan-Pang. Cirurgia bariátrica e transtorno de compulsão alimentar: os cirurgiões devem se preocupar com isso? Uma revisão da literatura sobre a prevalência e os métodos de diagnóstico. Arq. Gastroenterol. [online]. 2019, vol.56, n.1, pp.55-60.  Epub May 20, 2019. ISSN 1678-4219.  https://doi.org/10.1590/s0004-2803.201900000-10.

CONTEXTO:

Os transtornos alimentares entre os candidatos à cirurgia bariátrica são comuns e estão associados a resultados cirúrgicos adversos, incluindo recuperação de peso e baixa qualidade de vida. No entanto, sua avaliação é difícil pela grande variedade e uso inconsistente de métodos de avaliação padronizados.

OBJETIVO:

O objetivo desta revisão foi sintetizar o conhecimento atual sobre a prevalência do transtorno de compulsão alimentar (TCA) em pacientes pré-cirúrgicos e fazer uma avaliação crítica dos instrumentos de avaliação para TCA.

MÉTODOS:

A busca foi realizada nas bases de dados PubMed, Scopus e Web of Science de janeiro de 1994 a março de 2017. Os dados foram extraídos, tabulados e resumidos usando uma abordagem narrativa.

RESULTADOS:

Um total de 21 estudos observacionais foram revisados para extração e análise de dados. A prevalência de TCA nas populações bariátricas variou de 2% a 53%. Variações consideráveis nas características dos pacientes e nas medidas de avaliação do TCA foram evidentes entre os estudos. Além disso, várias fragilidades metodológicas na maioria dos estudos foram reconhecidas. Estudos utilizaram 10 diferentes instrumentos psicométricos para avaliar a TCA. Entrevistas clínicas foram utilizadas em 12 estudos, embora seja a ferramenta preferencial para diagnosticar o TCA.

CONCLUSÃO:

A heterogeneidade dos estudos foi responsável pela variabilidade dos resultados nos diferentes centros e falhas metodológicas, como tamanho insuficiente da amostra e viés de seleção, prejudicaram a estimativa da magnitude do TCA em cenários cirúrgicos. Para fins de comparabilidade e generalização dos achados em estudos futuros, os pesquisadores devem recrutar amostras representativas de candidatos à cirurgia bariátrica e fazer a aplicação sistemática de instrumentos padronizados para a avaliação do TCA.

Keywords : Obesidade; Cirurgia bariátrica; Transtorno de compulsão alimentar; Adulto; Prevalência; Revisão.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )