SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue4NEW IMMUNIZATION SCHEDULE EFFECTIVENESS AGAINST HEPATITIS B IN LIVER TRANSPLANTATION PATIENTS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803On-line version ISSN 1678-4219

Abstract

LEANDRO-MERHI, Vânia Aparecida; COSTA, Caroline Lobo; SARAGIOTTO, Laiz  and  AQUINO, José Luiz Braga de. Indicadores nutricionais de desnutrição em pacientes hospitalizados. Arq. Gastroenterol. [online]. 2019, vol.56, n.4, pp.447-450.  Epub Oct 14, 2019. ISSN 1678-4219.  http://dx.doi.org/10.1590/s0004-2803.201900000-74.

CONTEXTO:

A desnutrição está associada a fatores clínicos, incluindo maior tempo de internação, aumento da morbimortalidade e custos hospitalares.

OBJETIVO:

Investigar a prevalência de desnutrição por diferentes indicadores nutricionais e identificar fatores que contribuem para a desnutrição em pacientes hospitalizados.

MÉTODOS:

Investigou-se indicadores antropométricos, laboratoriais, nutritional risk screening, avaliação subjetiva global (ASG), mini avaliação nutricional e consumo energético habitual (CEH). Utilizou-se os testes qui-quadrado, exato de Fisher, Mann-Whitney e análise de regressão de Cox univariada e múltipla, com nível de significância de 5%.

RESULTADOS:

Verificou-se 21,01% de desnutridos pela ASG; 34,78% com risco nutricional pelo NRS e 11,59% com baixo peso pelo índice de massa corporal (IMC). Não houve diferença estatisticamente signi­ficante da prevalência de desnutrição pela ASG (P=0,3344) e de risco nutricional pelo NRS (P=0,2286), entre os tipos de doenças. Os pacientes com risco nutricional apresentaram maior mediana de idade (64,5 vs 58,0 anos; P=0,0246) e menores valores medianos no CEH (1362,1 kcal vs 1525 kcal, P=0,0030); na circunferência de panturrilha (CP) (32,0 cm vs 33,5 cm, P=0,0405); na contagem de linfócitos (CL) (1176,5 cel/mm3 vs 1760,5 cel/mm3, P=0,0095); e maior percentual de baixo peso pelo IMC (22,9% vs 5,6%; P=0,0096). A CL foi associada ao risco nutricional (P=0,0414; HR=1,000; IC95%= 0,999; 1,000).

CONCLUSÃO:

O NRS foi mais sensível que outros indicadores no diagnóstico de desnutrição. Pacientes com risco apresentaram mais idade e valores menores de CEH, CP, IMC e CL. A baixa CL foi considerada fator associado ao risco nutricional pelo NRS.

Keywords : Indicadores básicos de saúde; Desnutrição; Avaliação nutricional; Estado nutricional.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )