SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.57 issue2HOSPITAL MORBIDITY AND COLORECTAL CANCER MORTALITY: IMPLICATIONS FOR PUBLIC HEALTH IN BRAZILUNDERWATER ENDOSCOPIC MUCOSAL RESECTION FOR NON-PEDUNCULATED COLORECTAL LESIONS. A PROSPECTIVE SINGLE-ARM STUDY author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803On-line version ISSN 1678-4219

Abstract

DANTAS, Amanda Almeida Gomes et al. Prevalência e fatores associados à constipação em mulheres na pré-menopausa: um estudo de base comunitária. Arq. Gastroenterol. [online]. 2020, vol.57, n.2, pp.188-192.  Epub June 24, 2020. ISSN 1678-4219.  https://doi.org/10.1590/s0004-2803.202000000-36.

CONTEXTO:

A constipação intestinal é caracterizada por problemas relacionados à evacuação, e apresenta alta prevalência no gênero feminino. Essa condição tem demonstrado efeitos negativos no desenvolvimento das atividades diárias, causando prejuízos no bem-estar físico e emocional dos indivíduos que são diagnosticados com ela. Estudos que investiguem quais prejuízos à saúde a constipação intestinal pode ocasionar são escassos na literatura.

OBJETIVO:

Este estudo teve como objetivo verificar a prevalência e os fatores associados à constipação intestinal em mulheres na pré-menopausa residentes no nordeste do Brasil.

MÉTODOS:

Estudo transversal realizado no Nordeste do Brasil. Participaram 195 mulheres adultas e de meia idade. Condições sociais, hábitos e estilo de vida, aspectos clínicos e história obstétrica foram investigados. A constipação foi diagnosticada através dos Critérios de Roma III. A análise multivariada foi conduzida através da Regressão de Poisson com variância robusta, para analisar a relação entre constipação intestinal e variáveis independentes. Considerou-se o nível de significância estatística de P≤0,05.

RESULTADOS:

A maioria das mulheres estava na faixa etária de 25 a 39 anos (49,2%) e possuía renda de até um salário mínimo (79,5%). A prevalência da constipação intestinal foi de 35,4%. No modelo final da regressão multivariada, os aspectos clínicos hemorroidas (P<0,01), dor (P<0,001) e ardor (P<0,01) ao evacuar e disfunção sexual (P<0,03) permaneceram associados à constipação.

CONCLUSÃO:

O presente estudo encontrou uma prevalência significativa de constipação entre mulheres na pré-menopausa e fatores clínicos como hemorroidas, dor e ardor na evacuação, e disfunção sexual se associaram a constipação intestinal.

Keywords : Constipação intestinal; Saúde da mulher; Pré-Menopausa; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )