SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue2MRI and brain spect findings in patients with unilateral temporal lobe epilepsy and normal CT scanEssential tremor: clinical evaluation of 176 patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

ANDRE, Charles  and  NOVIS, Sérgio A. P.. Determinantes clínicos do risco de vida na fase aguda do infarto cerebral. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 1994, vol.52, n.2, pp. 153-160. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1994000200004.

Foram estudados 109 pacientes internados na fase aguda do infarto encefálico. Foi investigada a possível influência prognostica adversa de diversos aspectos da história epidemiológica e médica, apresentação clínica, exame neurológico de admissão e seqüencial, exame clínico geral, exames radiológicos, laboratoriais e eletrocardiograma, tratamento, topografia e mecanismo etiopatogênico da lesão isquêmica sobre o risco de vida nos primeiros 30 dias de doença. Foram feitas análises estatísticas de univariância e regressão múltipla. RESULTADOS: Os primeiros fatores prognósticos adversos encontrados foram: coma 48-72 horas após a admissão; infarto intra-hospitalar; sinal de Babinski ao exame inicial; graus menores de depressão da consciência; infarto por aterotrombose de grandes vasos ou porembolização; história de alteração precoce da consciência; falência cardíaca à admissão. Em pacientes lúcidos à internação (53 casos), somente história de insuficiência cardíaca associou-se a aumento da mortalidade. Em 56 casos com alteração da consciência, a presença do sinal de Babinski aumentou o risco de vida, mas o principal fator adverso foi a persistência do distúrbio de consciência após 48-72 horas. CONCLUSÕES: A presença de depressão da consciência, em especial o coma, 2-3 dias após o início da doença, e história de insuficiência cardíaca aumentam grandemente o risco de vida na fase aguda do infarto cerebral. A utilização de um algoritmo prognóstico simples considerando estas variáveis torna mais objetiva a previsão do risco de vida após o infarto.

Keywords : heart failure [congestive]; infarto cerebral; coma; morte; prognóstico.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English