SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue2Clinical factors adversely affecting early outcome after brain infarction author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

BORGES, Vanderci; FERRAZ, Henrique Ballalai  and  ANDRADE, Luiz Augusto Franco de. Tremor essencial: caracterização clínica de uma amostra de 176 pacientes. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 1994, vol.52, n.2, pp. 161-165. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1994000200005.

Revisamos os registros de 176 pacientes com tremor essencial (TE) quanto à história familiar, características do tremor, distribuição anatômica, idade de início dos sintomas. Os pacientes foram divididos em dois grupos: familiar (F) e não familiar (NF). História familiar de tremor foi encontrada em 47,2% da amostra. O tremor de ação e postura ocorreu combinadamente em 49,4%, somente de postura em 26,7% e somente de ação em 9,1%. O tremor de repouso foi registrado em 10,2%, sempre associado a outras características. Não houve diferenças clínicas entre os grupos Fe NF As mãos foram acometidas em 94,9% e a cabeça em 26,5%. O acometimento isolado das mãos foi mais frequente no sexo masculino, enquanto o tremor de cabeça foi mais frequente no sexo feminino. A idade de início variou de 4 a 85 anos e se mostrou significantemente menor nos pacientes do sexo masculino com história familiar (36,5 anos) e também nos pacientes do sexo masculino com tremor de ação e postura combinados. A idade de início não foi diferente quando se compararam grupos de pacientes com a mãe ou o pai acometidos. Embora existam diferenças nesta amostra, elas não são suficientes para considerar o TE familiar e o não familiar como entidades distintas.

Keywords : tremor essencial; características clínicas; hereditariedade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese