SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 número3BEletrorretinografia por padrão reverso em pacientes com enxaqueca sem auraMielopatia associada ao HTLV-I/paraparesia espástica tropical: relato dos primeiros casos no Rio Grande do Sul, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versão impressa ISSN 0004-282X

Resumo

MORENO-CARVALHO, O.A.; NASCIMENTO-CARVALHO, C.M.C.  e  GALVAO-CASTRO, B.. Paraparesia espástica tropical associada ao HTLV-I: aspectos evolutivos do líquido cefalorraqueano em 128 casos. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 1995, vol.53, n.3b, pp. 604-607. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1995000400009.

Com o objetivo de verificar se existe mudança na intensidade da resposta inflamatória do líquido cefalorraqueano (LCR) no curso da paraparesia espástica tropical (PET) associada ao HTLV-I foram estudados retrospectivamente os exames de LCR de 128 pacientes com PET. Os resultados indicam que embora as alterações inflamatórias possam persistir por período superior a 10 anos, existe tendência a diminuição de sua intensidade ou mesmo de normalização após o segundo ano de evolução da doença.

Palavras-chave : paraparesia espástica tropical; líquido cefalorraqueano; HTLV-I.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês