SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 número4Esclerose múltipla, ependimoma medular e meningioma intracraniano: relato de casoSíndrome do túnel do carpo: controvérsias a respeito de diagnóstico clínico e eletrofisiológico e a relação com o trabalho índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versão impressa ISSN 0004-282X

Resumo

AGUIAR, PAULO HENRIQUE et al. Neuralgia do trigêmeo bilateral por cisticerco racemoso unilateral no ângulo-ponto cerebelar: relato de caso. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2000, vol.58, n.4, pp. 1138-1141. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2000000600026.

Descrevemos o caso de uma paciente de 42 anos portadora de cisticerco racemoso na região do ângulo ponto-cerebelar (APC) direito com trigeminalgia bilateral mais intensa no lado ipsilateral à localização do parasita. O cisticerco foi totalmente removido por meio de craniotomia suboccipital. No primeiro dia pós-operatório houve desaparecimento bilateral da dor. Duas hipóteses fisiopatológicas foram aventadas para explicar a sintomatologia: lesões que ultrapassam os limites da cisterna do APC poderão através da cisterna pré-pontina alcançar a cisterna do APC atingindo o trigêmeo contralateral; lesões com grande efeito de massa poderão provocar rotação do tronco cerebral e deslocamento e tração de estruturas ipsi e contralaterais, provocando compressão arteriovenosa sobre o trigêmeo contralateral na porção superior da cisterna do APC. Salientamos a necessidade de exames de imagem ante qualquer algia craniofacial e observamos que, em lesões na região do APC, a cisticercose não pode ser esquecida.

Palavras-chave : tronco cerebral; ângulo ponto-cerebelar; cisticercose; tumor da fossa posterior; neuralgia de trigêmeo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português