SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 issue3AContributions of Charcot and Marsden to the development of movement disorders in the 19th and 20th centuries author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282XOn-line version ISSN 1678-4227

Abstract

NARDI, Antonio E.. Antidepressivos no transtorno de ansiedade social. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2001, vol.59, n.3A, pp.637-642. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2001000400032.

A fobia social é o medo acentuado e persistente patológico de comer, beber, tremer, enrubescer, falar, escrever, enfim, de agir de forma ridícula ou inadequada na presença de outras pessoas. Muitos estudos clínicos têm sido conduzidos com o objetivo de se obter um tratamento eficaz. É necessária uma revisão atualizada para alcançar um julgamento clínico de todos os dados com antidepressivos. O sistema MEDLINE foi pesquisado no período de 1975 a 2001. As referências dos artigos consultados também foram utilizadas com fonte. Antidepressivos inibidores da monoamino oxidase (IMAO) (fenelzine, tanilcipromina), inibidores reversíveis da monoamino oxidase tipo¾A (RIMA) (moclobemida, brofaromina), antidepressivos inibidores seletivos de serotonina (ISRS) (paroxetina, sertralina, fluoxetina, fluvoxamina) e alguns outros (venlafaxina, nefazodone) têm demonstrado eficácia em inúmeros estudos com diferentes metodologias. Os ISRS são o grupo mais estudado com metodologia duplo-cega, com melhores resultados e com boa tolerância, sendo a primeira escolha no tratamento.

Keywords : fobia social; transtorno de ansiedade social; tratamento farmacológico.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License