SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 issue2ANormal pattern of intraepidermal nerve fibers in 30 healthy volunteers with PGP 9.5Assessment of psychosocial functioning in multiple sclerosis: psychometric characteristics of four self-report measures author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

MENESES, Murilo Sousa de; MONTANO PEDROSO, Juan Carlos; FUZZA, Rúbia Fátima  and  MILANO, Jerônimo Buzetti. Análise comparativa de cortes de encéfalos humanos com coloração por três técnicas diferentes. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2004, vol.62, n.2a, pp. 276-281. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2004000200016.

O estudo anatômico do encéfalo em cortes é facilitado empregando-se métodos de coloração para substância cinzenta. Os métodos mais freqüentemente empregados são os de Barnard, Robert e Brown, Mulligan e Green. O objetivo deste estudo foi determinar qual dessas técnicas apresenta melhores resultados com relação à diferenciação entre substâncias branca e cinzenta. Trinta cortes coronais de hemisfério cerebral humano foram submetidos às três técnicas, comparados entre si e analisados de acordo com três parâmetros estabelecidos: grau de diferenciação entre as substâncias branca e cinzenta; presença de linha única e contínua separando a substância branca do córtex cerebral; grau de impregnação da coloração em outros locais de substância branca. Atribuíram-se pontuações de 0 a 3 conforme a presença destes parâmetros, cada corte recebendo pontuação total que variava de 0 a 9. Após análise estatística, a técnica de Barnard, Robert e Brown apresentou média 8,33; a de Green 7,93 e a de Mulligan, 7,5, com diferença estatisticamente significativa.

Keywords : técnicas de coloração; substância cinzenta; neuroanatomia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese