SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 número3BEffect of episodic tension-type headache on the health-related quality of life in employees of a Brazilian public hospitalA longitudial study of a neuropsychological rehabilitation program in Alzheimer's disease índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versión impresa ISSN 0004-282X

Resumen

GALEGO, José Carlos Busto; CIPULLO, José Paulo; CORDEIRO, José Antonio  y  TOGNOLA, Waldir Antonio. Depressão e migrânea . Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2004, vol.62, n.3b, pp. 774-777. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2004000500006.

O objetivo deste estudo foi avaliar a presença e a intensidade de sintomas depressivos entre pacientes com migrânea episódica (ME) e migrânea transformada (MT) ou migrânea crônica, comparando-os com um grupo controle. O Inventário de Depressão de Beck (IDB) foi aplicado para esta finalidade. A mediana das pontuações do IDB do grupo controle foi significantemente menor que a dos grupos ME e MT (p< 0,0005). Os grupos ME e MT não apresentaram diferenças significantes em suas medianas das pontuações (p=0,12). Quando avaliados de forma qualitativa, pela análise de dependência, o grupo MT apresentou freqüência maior de depressão severa. Sintomatologia depressiva mais severa do ponto de vista qualitativo poderia reforçar possível co-morbidade entre depressão e migrânea transformada. Esta associação poderia ser considerada mais como um fator de perpetuação da MT do que um fator de risco de transformação da ME para a MT.

Palabras llave : migrânea transformada; migrânea crônica; migrânea; Inventário de Depressão de Beck.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés