SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 número3AAvaliação da substância branca em pacientes com esclerose múltipla através de ressonância magnética com imagens por tensor de difusão índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versão impressa ISSN 0004-282Xversão On-line ISSN 1678-4227

Resumo

CARRETE JUNIOR, Henrique et al. Anormalidade de sinal na imagem por RM do pólo temporal na epilepsia do lobo temporal com esclerose hipocampal: um estudo pela seqüência inversão recuperação com supressão da água livre (FLAIR). Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2007, vol.65, n.3a, pp.553-560. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2007000400001.

OBJETIVO: Determinar a freqüência e o envolvimento regional da anormalidade de sinal do pólo temporal (APT) em pacientes com esclerose hipocampal (EH) utilizando seqüência inversão recuperação com supressão da água (FLAIR) por RM, e correlacioná-la com a história. MÉTODO: Foram analisadas as imagens coronais FLAIR dos pólos temporais de 120 pacientes com EH e de 30 indivíduos normais, para avaliar a demarcação entre substâncias branca e cinzenta. RESULTADOS: Noventa (75%) dos 120 pacientes tinham APT associada. Houve prevalência do lado esquerdo (p=0.04, c2 teste) na relação entre APT e o lado da EH. A zona ântero-medial estava acometida em 27 (30%) destes pacientes. Em 63 (70%) pacientes também a zona lateral estava acometida. Pacientes com APT apresentaram início da epilepsia quando mais jovens (p=0.018), porém sem associação com a sua duração. CONCLUSÃO: A seqüência FLAIR mostra haver ATP em 3/4 dos pacientes com EH, principalmente na região ântero-medial, com maior prevalência quando o hipocampo esquerdo estava envolvido.

Palavras-chave : epilepsia; epilepsia do lobo temporal; esclerose hipocampal; pólo temporal; ressonância magnética.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons