SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 número3AMemória léxico-semântica no comprometimento cognitivo leve amnéstico e doença de Alzheimer leveAlterações na potência relativa cortical em pacientes submetidos a transferência de tendão: estudo pré e pós-cirurgico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versão impressa ISSN 0004-282Xversão On-line ISSN 1678-4227

Resumo

VELASQUES, Bruna et al. Assimetria cortical: apreensão de um objeto em queda livre. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2007, vol.65, n.3a, pp.623-627. ISSN 0004-282X.  https://doi.org/10.1590/S0004-282X2007000400015.

O objetivo do presente experimento foi avaliar medidas de assimetria na banda teta através da electroencefalografia quantitativa (EEGq) durante a realização da atividade motora de apreensão de uma bola em queda livre. A amostra constituiu-se de 23 sujeitos saudáveis de ambos os sexos, faixa etária entre 25 e 40 anos. Anova two-way foi utilizada para comparar os momentos pré e pós relacionados à queda da bola, e às regiões do escalpo (córtex frontal e parieto-occipital). A primeira análise da região frontal comparou eletrodos nos hemisférios esquerdo, direito e esquerdo/direito combinados, incluindo na análise o eletrodo frontal mediano (FZ). O resultado demonstrou um efeito principal para momento e região. A segunda análise comparou os hemisférios direito e esquerdo, sem o eletrodo FZ. Neste achado verificou-se um efeito principal para a interação entre os fatores momento e região. A primeira análise realizada na região parieto-occipital comparou as regiões esquerda, direita e central, com PZ incluídos em todas as áreas, demonstrou efeito principal para momento e região. A segunda análise comparou as regiões esquerda, direita (sem PZ) e central, e verificou-se um efeito principal para região. Tais achados indicaram um padrão de assimetria no córtex frontal (ex., planejamento e seleção de resposta) no momento em que os sujeitos esperavam a queda da bola. Além disso, o hemisfério esquerdo parece engajar-se diferentemente em relação às outras regiões quando o sistema nervoso central necessita se preparar para uma ação motora. Por outro lado, o córtex parieto-occipital, o qual está envolvido com processos de atenção, demonstrou uma maior assimetria no hemisfério direito, o que implica uma participação dessa área em estratégias cognitivas para uma tarefa particular. Então, podemos concluir que o procedimento experimental adotado pode ser utilizado para explorar diferentes direções combinando tarefas de integração sensório-motora com diferentes patologias, tais como depressão, doença de Alzheimer e mal de Parkinson.

Palavras-chave : controle motor; integração sensório-motora; assimetria; EEGq.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons