SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 número3BEspasmo hemifacial em paciente com neurofibromatose e malformação de Arnold-Chiari: uma associação raraFixação lombopélvica e descompressão sacral para fratura em U do sacro: relato de caso índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versão impressa ISSN 0004-282X

Resumo

TWARDOWSCHY, Carlos Alexandre; BERTOLUCCI, Cristina Buselatto  e  GRACIA, Cleverson de Macedo. Mielinólise osmótica pontina e extrapontina após a síndrome da secreção inapropriada de hormônio antidiurético associada com fluoxetina: relato de caso. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2007, vol.65, n.3b, pp. 858-864. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2007000500027.

A síndrome de desmielinização osmótica (SDO) pode ser precipitada pela correção agressiva de um estado hiper ou hipoosmolar. Nós descrevemos o caso de mulher de 53 anos que havia iniciado o uso de fluoxetina 20 mg/dia para depressão e que nove dias depois foi diagnosticada como tendo síndrome da secreção inapropriada de hormônio antidiurético induzida por fluoxetina. Depois da correção da hiponatremia o estado mental da paciente gradualmente melhorou, mas subsequentemente ela apresentou dificuldade intermitente para fala e para nomear objetos, déficits de memória recente e lentidão psicomotora. Ressonância magnética revelou lesões hiperintensas bilaterais e simétricas na região dos gânglios da base, lobo temporal e hipocampo compatíveis com SDO. Estes sintomas gradualmente se resolveram e a paciente foi de alta sem qualquer déficit. Dois meses mais tarde uma nova imagem cerebral mostrou lesão na ponte e ausência das lesões antigas. Até onde sabemos a terapia com fluoxetina nunca foi relacionada a uma complicação tardia como esta.

Palavras-chave : mielinólise central pontina e extrapontina; síndrome de desmielinização osmótica; hiponatremia; fluoxetina.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês