SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 issue4BStudy of the positivity of spontaneous and directed diagnosis of leukoaraiosis in the elderly by cranial computerized tomography, and its correlation with cognitive defi cit and cardiovascular risk factorsMagnetic resonance spectroscopy in the diagnosis and etiological definition of brain bacterial abscesses author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

MARTINS JR, Antonio N.N. et al. Freqüência dos tipos de acidente vascular cerebral em hospital de emergência, Natal, Brasil. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2007, vol.65, n.4b, pp. 1139-1143. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2007000700009.

Realizamos um estudo de prevalência para determinar a freqüência dos tipos de acidente vascular cerebral (AVC) num hospital de urgência de Natal. Estudaram-se todos os pacientes que foram admitidos no hospital de urgência com diagnóstico presuntivo de AVC. Dos 416 pacientes, 328 foram estudados, 88 foram excluídos por não cumprirem os critérios de inclusão, 74,7% (n= 245) tiveram AVC isquêmico, 17,7% (n=58) hemorragia intracerebral e 7,6% (n=25) hemorragia subaracnóidea. O gênero mais prevalente foi o masculino (52,7%). A média de idade foi 64,1 anos. A letalidade intra-hospitalar foi de 10,2%, 17,2% e 36% para o tipo isquêmico, hemorrágico e hemorragia subaracnóide, respectivamente. O principal fator de risco modificável foi a hipertensão arterial sistêmica (HAS) para AVC isquêmico (67,6%) e AVC hemorrágico (57,8%). A regressão logística identificou diabetes como fator de risco independente para AVC isquêmico (OR=3,70; IC=1,76-7,77). O AVC isquêmico foi o tipo mais comum. HAS e diabetes foram importantes fatores de risco.

Keywords : AVC; Brasil; hipertensão.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English