SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.66 issue4Influence of NMDA and non-NMDA antagonists on acute and inflammatory pain in the trigeminal territory: a placebo control studyIs cold the new hot in sudden unexpected death in epilepsy? Effect of low temperature on heart rate of rats with epilepsy author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

RIBAS, Valdenilson Ribeiro et al. Administração neonatal de fluoxetina não alterou os indicadores de ansiedade, mas diminuiu a atividade locomotora em ratos adultos no labirinto elevado em cruz. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2008, vol.66, n.4, pp. 844-847. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2008000600013.

O objetivo deste estudo foi avaliar a ansiedade e a atividade locomotora (AL) em 52 ratos Wistar adultos machos, sendo 26 tratados no período neonatal com fluoxetina (10 mg/Kg - sc) e no 90º dia, receberam estímulos elétricos nas patas (1,6-mA-2-s). A ansiedade e a AL foram avaliadas por meio do labirinto elevado em cruz. O tempo de permanência dos animais nos braços abertos (BA) foi utilizado como índice de ansiedade e a AL medida pelo número de entradas nos braços fechados (NEBF) e pelo total de entradas (TE) nos BA e BF. O teste t foi utilizado, com (p<0,05) e os dados apresentados em média±erro padrão. Os animais tratados reduziram o NEBF (2,35±0,33) e o TE (3,96±0,61) comparados a seus controles (4,65±0,52) e (6,96±0,94). A administração neonatal de fluoxetina não alterou a ansiedade, mas diminuiu a AL dos animais que receberam EE.

Keywords : ansiedade; labirinto elevado em cruz; serotonina; fluoxetina; neonatal.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English