SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 issue1Phonarticulatory diadochokinesis in young and elderly individualsCarpal tunnel syndrome: long-term nerve conduction studies in 261 hands author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

CAMARGO, Carlos Henrique F. et al. Toxina botulínica tipo A como tratamento para espasticidade de membros inferiores em crianças com paralisia cerebral. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2009, vol.67, n.1, pp. 62-68. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000100016.

Para avaliação da segurança e eficácia do tratamento com toxina botulínica A (TB-A) na espasticidade na paralisia cerebral (PC), foram selecionadas 20 crianças com a forma diplegia espástica. Todos os pacientes receberam injeções nos gastrocnêmios e sóleos, 15 receberam doses nos adutores da coxa. A dose total variou de 70 a 140 Us (99,75±16,26 U), 7,45±2,06 U/Kg por paciente. O tratamento com a TB-A melhorou significativamente a deambulação e o padrão de marcha. Houve também significativa alteração da distância tornozelo-solo e aumento da amplitude de movimento da articulação do tornozelo. Essas mudanças estruturais dos pés se mantiveram até o final do acompanhamento. O mesmo não foi observado com parâmetros funcionais. Três pacientes apresentaram fraqueza em membros inferiores. Conclui-se que a TB-A, em uma única aplicação, é segura e eficaz. Há modificação sustentada da estrutura motora dos membros inferiores, porém mudanças funcionais são temporárias, durante o pico de ação do medicamento.

Keywords : paralisia cerebral; espasticidade; toxina botulínica.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English