SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 issue1Carpal tunnel syndrome: long-term nerve conduction studies in 261 handsMechanical hypernociception in experimental autoimmune encephalomyelitis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282XOn-line version ISSN 1678-4227

Abstract

TEIXEIRA, Manoel Jacobsen et al. Biópsia estereotáxica de lesões encefálicas. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2009, vol.67, n.1, pp.74-77. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000100018.

OBJETIVO: O diagnóstico anatomopatológico das lesões encefálicas é muitas vezes necessário para a instituição do tratamento adequado. Entretanto, muitas lesões localizadas profundamente no encéfalo ou em centros nervosos de grande importância funcional não podem ser acessadas sem riscos, com a aplicação dos procedimentos neurocirúrgicos habituais. MÉTODO: Apresentamos uma série de 176 doentes submetidos a biópsias estereotáxicas de lesões encefálicas. RESULTADOS: Em 40,1% dos casos, o diagnóstico foi de glioma, em 12,2% de outras neoplasias e em 29,1%, de doenças infecciosas ou inflamatórias. O resultado foi inconclusivo em 5,2% dos doentes. Um (0,6%) doente faleceu e dois (1,2%) apresentaram graves complicações operatórias. Os critérios de seleção, as vantagens e os riscos da biópsia estereotáxica são discutidos. CONCLUSÃO: A eficácia do método é boa e a morbimortalidade das biópsias estereotáxicas é baixa.

Keywords : biópsia encefálica; estereotaxia; lesões encefálicas; neoplasia cerebral.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License