SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 issue1Carpal tunnel syndrome: long-term nerve conduction studies in 261 handsMechanical hypernociception in experimental autoimmune encephalomyelitis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

TEIXEIRA, Manoel Jacobsen et al. Biópsia estereotáxica de lesões encefálicas. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2009, vol.67, n.1, pp. 74-77. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000100018.

OBJETIVO: O diagnóstico anatomopatológico das lesões encefálicas é muitas vezes necessário para a instituição do tratamento adequado. Entretanto, muitas lesões localizadas profundamente no encéfalo ou em centros nervosos de grande importância funcional não podem ser acessadas sem riscos, com a aplicação dos procedimentos neurocirúrgicos habituais. MÉTODO: Apresentamos uma série de 176 doentes submetidos a biópsias estereotáxicas de lesões encefálicas. RESULTADOS: Em 40,1% dos casos, o diagnóstico foi de glioma, em 12,2% de outras neoplasias e em 29,1%, de doenças infecciosas ou inflamatórias. O resultado foi inconclusivo em 5,2% dos doentes. Um (0,6%) doente faleceu e dois (1,2%) apresentaram graves complicações operatórias. Os critérios de seleção, as vantagens e os riscos da biópsia estereotáxica são discutidos. CONCLUSÃO: A eficácia do método é boa e a morbimortalidade das biópsias estereotáxicas é baixa.

Keywords : biópsia encefálica; estereotaxia; lesões encefálicas; neoplasia cerebral.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English