SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 número2AKonstantin N. Tretiakoff in Brazil a historical perspective and discussion of his contribution to brazilian neuroscience índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versión impresa ISSN 0004-282X

Resumen

SANTOS, Marcio Luiz Tostes dos et al. Angioarquitetura e apresentação clínica de malformações arteriovenosas encefálicas. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2009, vol.67, n.2a, pp. 316-321. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000200031.

O objetivo deste estudo foi correlacionar a angioarquitetura de malformações arteriovenosas encefálicas (MAV) com sua apresentação clínica. Foram estudados 170 pacientes portadores de MAV, sendo 78 do sexo feminino e 92 do masculino. Análises univariada e multivariada foram efetuadas para testar associações entre características morfológicas e quadro clínico. As principais formas de apresentação clínica no momento do diagnóstico incluíram hemorragia em 89 (52%) pacientes, cefaléia em 79 (46%), déficit focal em 54 (32%) e convulsão em 52 (31%). De acordo com a classificação de Spetzler e Martin, 15 pacientes tinham MAV grau I, 49 grau II, 55 grau III, 41 grau IV, e 10 grau V. MAV com nidus de tamanho pequeno, aferência e eferência únicas foram associados à hemorragia. Hemorragia foi positivamente associada com grau I e negativamente com grau V. A associação entre convulsão e nidus de tamanho grande foi positiva, porém negativa com nidus de tamanho pequeno.

Palabras llave : malformações arteriovenosas encefálicas; angioarquitetura; apresentação clínica.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés