SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 número2AKonstantin N. Tretiakoff in Brazil a historical perspective and discussion of his contribution to brazilian neuroscience índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versión impresa ISSN 0004-282X

Resumen

SANTOS, Marcio Luiz Tostes dos et al. Angioarquitetura e apresentação clínica de malformações arteriovenosas encefálicas. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2009, vol.67, n.2a, pp. 316-321. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000200031.

O objetivo deste estudo foi correlacionar a angioarquitetura de malformações arteriovenosas encefálicas (MAV) com sua apresentação clínica. Foram estudados 170 pacientes portadores de MAV, sendo 78 do sexo feminino e 92 do masculino. Análises univariada e multivariada foram efetuadas para testar associações entre características morfológicas e quadro clínico. As principais formas de apresentação clínica no momento do diagnóstico incluíram hemorragia em 89 (52%) pacientes, cefaléia em 79 (46%), déficit focal em 54 (32%) e convulsão em 52 (31%). De acordo com a classificação de Spetzler e Martin, 15 pacientes tinham MAV grau I, 49 grau II, 55 grau III, 41 grau IV, e 10 grau V. MAV com nidus de tamanho pequeno, aferência e eferência únicas foram associados à hemorragia. Hemorragia foi positivamente associada com grau I e negativamente com grau V. A associação entre convulsão e nidus de tamanho grande foi positiva, porém negativa com nidus de tamanho pequeno.

Palabras clave : malformações arteriovenosas encefálicas; angioarquitetura; apresentação clínica.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés