SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 número3BMRI findings in the diagnosis and monitoring of rasmussen's encephalitisHyperglycemia in pediatric head trauma patients: a cross-sectional study índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versión impresa ISSN 0004-282X

Resumen

ALBUQUERQUE, Regina Pires de; SANTOS, Adriana Barbosa; TOGNOLA, Waldir Antônio  y  ARRUDA, Marco Antônio. Um estudo epidemiológico de cefaléias em escolares brasileiros, com foco sobre a frequência da dor. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2009, vol.67, n.3b, pp. 798-803. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000500003.

O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência e frequência de cefaléia em escolares brasileiros. Um estudo transversal foi conduzido entre Março e Novembro de 2004 em São José do Rio Preto, Estado de São Paulo, Brasil. Uma amostra de 5.232 crianças das escolas foi selecionada utilizando método de amostragem estratificada proporcional. Para a coleta dos dados, um questionário foi entregue nas escolas aos estudantes para ser respondida pelos pais e/ou responsáveis. Do total de respostas recebidas, 84,2% relataram cefaléia durante o último ano. Houve diferenças significativas na frequência da queixa de cefaléia entre meninos e meninas. As meninas relataram cefaléias mais frequentes do que os meninos, com prevalência de cefaléias diárias duas vezes maior em meninas. Uma maior frequência de cefaléia foi também relatada com o aumento da idade. O estudo demonstrou que a prevalência de cefaléia foi alta, com uma maior frequência (mensais, semanais e diárias) em meninas e no grupo etário mais velho.

Palabras llave : cefaléia; prevalência; escolares.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés