SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 issue5A topographic study on the evaluation of speech and language in the acute phase of a first strokeOropharyngeal examination as a predictor of obstructive sleep apnea: pilot study of gag reflex and palatal reflex author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

BORGES, Maria Beatriz Silva et al. Efeitos terapêuticos de um simulador de equitação em crianças portadoras de paralisia cerebral. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2011, vol.69, n.5, pp. 799-804. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2011000600014.

OBJETIVO: Avaliar os efeitos terapêuticos de um simulador de equitação no controle postural sentado de crianças portadoras de diplegia espástica. MÉTODO: Quarenta crianças foram aleatoriamente divididas em dois grupos: 20 utilizaram o simulador (GS) e 20 realizaram fisioterapia convencional (TC). Foi efetuado o registro dos deslocamentos máximos na direção ântero-posterior (AP) e médio-lateral (ML) com a criança sentada, utilizando-se o sistema FScan/Fmat. Antes e após intervenção as crianças foram classificadas pelo Gross Motor Function Classification System (GMFCS) e, após intervenção, pelo AUQEI (Autoquestionnaire Qualité de vie Enfant Image). RESULTADOS: Melhora estatisticamente significativa dos deslocamentos máximos foi observada após intervenção tanto na direção AP (p<0,0001) quanto na ML (p<0,0069) no grupo GS quando comparado ao grupo TC. CONCLUSÃO: O simulador de equitação produziu melhora significativamente maior no controle postural da criança sentada, aliada a maior funcionalidade motora e melhor aceitação da intervenção terapêutica.

Keywords : paralisia cerebral; diplegia espástica; equilíbrio postural; equitação terapêutica.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English