SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.70 issue1Incidental demyelinating inflammatory lesions in asymptomatic patients: a Brazilian cohort with radiologically isolated syndrome and a critical review of current literatureAccuracy of prospective memory tests in mild Alzheimer's disease author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

OLIVAL, Guilherme Sciascia do; LIMA, Leonardo Ciciarelli Pereira; LIMA, Gabriel Paiva Silva  and  TILBERY, Charles Peter. Preditores clínicos de resposta aos imunomoduladores em esclerose múltipla. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2012, vol.70, n.1, pp. 12-16. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2012000100004.

OBJETIVOS: Avaliar por meio de critérios clínicos, a proporção de pacientes com esclerose múltipla (EM) responsivos aos imunomoduladores (RI) e não responsivos aos imunomoduladores (NRI) e avaliar se dados clínicos e epidemiológicos são distintos nesses dois grupos. MÉTODOS: Os pacientes foram avaliados quanto à taxa de surtos por ano no período antes e após o início do tratamento. Diversas características clínicas e epidemiológicas foram comparadas entre os pacientes RI e NRI. DISCUSSÃO E CONCLUSÃO: Em nossa população, 31,4% dos pacientes não responderam ao tratamento com os imunomoduladores. Os principais preditores de resposta aos imunomoduladores foram: diagnóstico e início precoce da terapia e elevada taxa de surtos anual antes do tratamento. Como existem várias opções medicamentosas disponíveis para o tratamento da EM, a identificação de candidatos potenciais para abordagens terapêuticas diferentes representa o ponto crucial para otimizar a evolução dos pacientes com essa doença.

Keywords : esclerose múltipla; imunomoduladores; preditores.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English