SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.70 issue8Oligoclonal bands in the cerebrospinal fluid and increased brain atrophy in early stages of relapsing-remitting multiple sclerosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

QUADROS, Abrahão Augusto Juviniano et al. Frequência e manifestações clínicas da síndrome pós-poliomielite em um centro terciário brasileiro. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2012, vol.70, n.8, pp. 571-573. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2012000800002.

OBJETIVO: Determinar a frequência e as manifestações clínicas de pacientes com síndrome pós-poliomielite (SPP) em um setor terciário de doenças neuromusculares brasileiro. MÉTODOS: Um total de 167 pacientes com história prévia de poliomielite paralítica foi estudado para diagnóstico de SPP, de acordo com critérios diagnósticos internacionais. Além da SPP, as variáveis analisadas foram: gênero, raça, idade à época da poliomielite aguda e idade no início dos sintomas da SPP. RESULTADOS: Cento e vinte e nove pacientes apresentaram SPP, correspondendo a 77,2% da população estudada. Mulheres constituíram 62,8% dos pacientes e os homens, 37,2%. A média de idade dos pacientes com SPP à época do início dos sintomas foi de 39,9±9,69 anos. Suas principais manifestações clínicas foram: manifestações novas de fraqueza em membros previamente afetados (69%) e em membros aparentemente não afetados (31%); dores articulares (79,8%); fadiga (77,5%); dor muscular (76%) e intolerância ao frio (69,8%). CONCLUSÕES: A maioria dos pacientes da presente casuística apresentou SPP. No Brasil, a frequência e as características clínicas da SPP são similares às observadas em outros países.

Keywords : síndrome pós-poliomielite; poliomielite; prevalência.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English