SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.70 número10Clinical response to interferon beta and glatiramer acetate in multiple sclerosis patients: a Brazilian cohortPositive effects of a cognitive-behavioral intervention program for family caregivers of demented elderly índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

versión impresa ISSN 0004-282X

Resumen

TEDRUS, Glória Maria Almeida Souza; FONSECA, Lineu Corrêa; NOGUEIRA JUNIOR, Elizardo  y  PAZETTO, Daniele. Epilepsia com início após os 50 anos de idade: características clínicas e eletrencefalográficas. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2012, vol.70, n.10, pp.780-785. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2012001000006.

Epilepsia no idoso tem elevada incidência e peculiaridades pouco estudadas. O objetivo do presente trabalho foi avaliar aspectos clínicos e eletrencefalográficos de pacientes que apresentaram a primeira crise epiléptica (CE) tardiamente. Foram avaliados 55 pacientes com epilepsia tardia (com início após os 50 anos), divididos em dois grupos segundo a idade de início das CE: de 51-60 anos (G51-60) e após os 60 anos (G60+). Predominaram as CE focais, que foram menos frequentes em G60+. A ocorrência de status epilepticus foi elevada e mais frequente em G60+, enquanto as CE em série predominaram em G51-60. A epilepsia sintomática foi a mais frequente e de etiologia vascular. Atividade epileptiforme esteve associada ao maior número de crises epilépticas. Anormalidades da atividade de base ao EEG foram mais frequentes em G60+. Em conclusão, a epilepsia iniciada após os 50 anos é predominantemente focal e sintomática, com alta ocorrência de status epilepticus e CE em série.

Palabras clave : epilepsia; idoso; crises epilépticas; eletroencefalografia.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons