SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.72 issue2The role of xerostomia in burning mouth syndrome: a case-control studyThe prevalence of multiple sclerosis in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

SILVA JUNIOR, Ariovaldo Alberto da et al. Desordens temporomandibulares são comorbidade importante da migrânea e podem ser clinicamente difíceis de distinguir da cefaleia tipo tensional. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2014, vol.72, n.2, pp.99-103. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/0004-282X20130221.

A diferenciação clínica entre as cefaleias primárias e as disfunções temporomandibulares (DTM) pode ser desafiadora.

Objetivos

: Investigar a relação entre DTM e cefaleias primárias conduzindo uma avaliação face a face entre pacientes de um centro de dor orofacial e de um centro terciário de cefaleia.

Método

: A amostra consistiu de 289 indivíduos avaliados consecutivamente em um centro terciário de cefaleia e 78 indivíduos de uma clínica orofacial.

Resultados

: A migrânea foi diagnosticada em 79,8% dos pacientes do centro de cefaleia e 25,6% dos pacientes do centro de dor orofacial. A cefaleia do tipo tensional esteve presente em 20,4% e 46,1%, enquanto as DTM dolorosas ocorreram em 48,1% e 70,5% respectivamente (p<0,001).

Conclusão

: DTM é uma comorbidade importante da migrânea e difícil de distinguir clinicamente da cefaleia do tipo tensional, tanto que esta cefaleia foi mais frequente no centro odontológico do que no centro médico.

Keywords : cefaleia primaria; desordens temporomandibular; migrânea.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )