SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.72 issue11Analysis of mean transcutaneous capnography in consecutive patients undergoing polysomnographyAmitriptyline and aerobic exercise or amitriptyline alone in the treatment of chronic migraine: a randomized comparative study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

WAJMAN, José R. et al. Há correlação entre cognição e funcionalidade na demência grave? Utilidade da avaliação ecológica baseada no desempenho para a doença de Alzheimer. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2014, vol.72, n.11, pp.845-850. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/0004-282X20140145.

Objetivo

Além do significativo declínio cognitivo, pacientes em estágios avançados da doença de Alzheimer (DA) também apresentam prejuízo funcional global. Este estudo investigou atividades de vida diária correlacionando teste específico para a demência grave, com escala funcional baseada no desempenho.

Método

95 pacientes com DA foram submetidos a uma bateria neuropsicológica composta por instrumentos de rastreio, a escala Functional Assessment Staging Test (FAST), o Mini-exame do Estado Mental grave (MEEMg) e escala ecológica baseada no desempenho: a Performance Test of Activities of Daily Living (PADL).

Resultados

Achados consistentes emergiram da comparação entre os instrumentos. De acordo com as subdivisões da escala FAST, a PADL apresentou significativa correlação estatística com o MEEMg (ρ<0.001).

Conclusão

Na suspeita de relato pouco confiável por parte do cuidador, escalas ecológicas podem ser úteis no estadiamento da doença. Igualmente à cognição, variados graus de funcionalidade estão presentes mesmo em fases avançadas da DA, exigindo avaliação adequada.

Keywords : doença de Alzheimer; neuropsicologia; atividades de vida diária.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )