SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.75 issue6Traumatic spinal cord injury: current concepts and treatment updateCharcot’s irony and sarcasm author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282XOn-line version ISSN 1678-4227

Abstract

TON, Alyne Mendonça Marques; VASCONCELOS, Claudia Cristina Ferreira  and  ALVARENGA, Regina Maria Papais. A esclerose múltipla benigna: aspectos cognitivos e de neuroimagem. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2017, vol.75, n.6, pp.394-401. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/0004-282x20170043.

A existência real de uma forma benigna da esclerose múltipla (EMB) é um tema controverso. Ampliar o número de publicações que abordam os aspectos gerais do subtipo da doença, tais como os critérios de definição utilizados, análise de prevalência e da presença de marcadores clínicos e de neuroimagem. Foi realizada uma revisão sistemática dos dados publicados até outubro de 2015, relativa à EMB. Os dados encontrados foram dicotomizados em gráficos e, posteriormente, analisados. Foram analisados 31 artigos publicados. A frequência estimada EMB oscila entre 6% a 73%. O comprometimento cognitivo foi reconhecido em 17–47% dos sujeitos, apresentando correlação significativa com os aspectos de neuroimagem, como a atrofia cerebral global, aumento do volume lesional em T2 e atrofia regional da substância cinzenta. Os critérios atualmente utilizados superestimam a freqüência de EMB, e, por essa razão, destaca-se a importância da validação dos métodos de diagnóstico praticados.

Keywords : esclerose múltipla; cognição; neuroimagem.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )