SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 issue2Burnout syndrome: are stroke neurologists at a higher risk?Baseline disease characteristics in Brazilian patients enrolled in Transthyretin Amyloidosis Outcome Survey (THAOS) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282XOn-line version ISSN 1678-4227

Abstract

VERSIANI, Isadora; CABRAL-CASTRO, Mauro Jorge  and  PUCCIONI-SOHLER, Marzia. Uma comparação de testes não treponêmicos no líquido cefalorraquidiano para diagnóstico de neurossífilis: detecção equivalente de anticorpos específicos. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2019, vol.77, n.2, pp.91-95. ISSN 0004-282X.  https://doi.org/10.1590/0004-282x20180155.

A sífilis é uma infecção reemergente sexualmente transmissível pelo espiroqueta Treponema pallidum, que pode penetrar precocemente no sistema nervoso central. O teste venereal disease research laboratory test (VDRL) no líquido cefalorraquidiano (LCR) é o mais amplamente utilizado para diagnóstico de neurossífilis. Avalia-se o desempenho de dois outros testes não treponêmicos (rapid plasma reagin - RPR and unheated serum reagin - USR tests) em comparação ao VDRL no LCR.

Métodos:

Foram analisadas amostras de LCR de 120 indivíduos com base no quadro clínico compatível com neurossifilis e reatividade no VDRL no LCR.

Resultados:

Os testes apresentaram elevada concordância. O coeficiente de correlação intraclasse para concordância absoluta foi de 1 para VDRL versus USR, 0,99 para VDRL versus RPR e 0,99 para RPR versus USR.

Conclusões:

Os testes rapid plasma reagin e unheated serum reagin foram identificados como excelentes alternativas para o diagnóstico de neurossífilis.

Keywords : líquido cefalorraquidiano; neurossifilis.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )