SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 número2Triticale: avaliação de linhagens em diferentes regiões paulistasMelhoramento do trigo: XXII. Comportamento de linhagens originárias de trigos de inverno e de primavera no Estado de São Paulo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Bragantia

versão impressa ISSN 0006-8705versão On-line ISSN 1678-4499

Resumo

MIRANDA, Manoel Albino Coelho de; TEIXEIRA, João Paulo Feijão; MASCARENHAS, Hipólito Assunção Antonio  e  RETTORI, Carlos. Possibilidade de seleção recorrente para aumento do teor de óleo em soja com a utilização da macho-esterilidade genética e da espectroscopia de ressonância nuclear magnética. Bragantia [online]. 1989, vol.48, n.2, pp.157-172. ISSN 1678-4499.  https://doi.org/10.1590/S0006-87051989000200003.

Com a finalidade de estudar a possibilidade de realizar seleção recorrente, analisaram-se sementes de soja de plantas macho-estéreis e de sua progênies quanto ao teor de óleo no espectroscópio de ressonância nuclear magnética (NMR), no Instituto de Física da Universidade de Campinas de 1984 a 1988. Tais sementes provinham do composto IAC-1, com macho-esterilidade genética e ampla variabilidade quanto à percentagem de óleo (13,5-22,5%). Determinaram-se os coeficientes de repetibilidade, tomando-se o teor de óleo de cada semente da planta macho-estéril como uma medida fenotípica, obtendo-se o valor médio de r = 0,65. Concluiu-se que com a análise de quatro a cinco sementes, é possível representar a planta-mãe, passo importante para viabilizar a seleção recorrente nessa população, visto o pequeno número de sementes produzidas por planta macho-estéril. Utilizando-se a covariância entre a média das sementes da planta macho-estéril e a média de suas progênies, obteve-se h2 = 0,73. Essa herdabilidade é alta, e como o caráter teor de óleo tem como principal componente de sua variância genética a variância aditiva, pode-se recomendar a seleção fenotípica. Calculou-se também o coeficiente de herdabilidade no nível da média de progênies, obtendo-se valores desde 0,66, para a média de duas plantas por progênie, até 0,85, para a de sete plantas por progênie. Esses resultados demonstram a possibilidade de seleção recorrente no composto IAC-1, tanto no campo, ao nível de planta macho-estéril, como em casa de vegetação, em seleção baseada na média da progênie.

Palavras-chave : melhoramento genético vegetal; soja; óleo vegetal; seleção recorrente; macho-esterilidade; espectroscopia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons