SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 número2Acúmulo de massa seca e teores de elementos químicos em três cultivares de soja em função da correção da acidez do solo de Itararé (SP)Deficiência de boro em mamona índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Bragantia

versão impressa ISSN 0006-8705versão On-line ISSN 1678-4499

Resumo

ISHIMURA, Issao et al. Adubação do pimentão em solo orgânico álico do Vale do Ribeira (SP). Bragantia [online]. 1989, vol.48, n.2, pp.233-239. ISSN 1678-4499.  http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051989000200009.

Estudaram-se os efeitos de doses de fertilizantes químicos acrescidos de adubação orgânica (20t/ha de composto) na produtividade, número e peso de frutos (totais e comerciáveis) do pimentão cv. Agronômico 10-G. A adubação mineral constou de quantidades variáveis da fórmula 04-16-08, no plantio, e de coberturas com N e K. Quatro tratamento fornecendo, além do composto, 0-0-0, 180-320-240, 360-640-480 e 540-960-720kg/ha de N, P2O5 e K2O foram comparados a uma testemunha sem adubo, mineral ou orgânico. 0 experimento foi instalado na Estação Experimental de Pariquera-Açu, em solo orgânico álico, com calagem. Os resultados mostraram que a adubação orgânica, isoladamente, não apresentou efeito significativo, e a mineral proporcionou aumentos na produtividade, número e peso médio de frutos. A melhor produtividade comerciável (33,2t/ha) e o melhor lucro foram obtidos quando se utilizaram 360-640-480kg/ha de N, P2O5 e K2O respectivamente.

Palavras-chave : pimentão (Capsicum annuum L.); adubação.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons