SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.64 issue3Phenology of persimmon tree 'Rama Forte' in tropical climate author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Bragantia

On-line version ISSN 1678-4499

Abstract

CAMARGO, Carlos Eduardo de Oliveira; FERREIRA FILHO, Antonio Wilson Penteado  and  SALOMON, Marcus Vinicius. Efeito da concentração salina e pH de soluções nutritivas no crescimento radicular de plântulas de trigo. Bragantia [online]. 2005, vol.64, n.3, pp. 315-321. ISSN 1678-4499.  http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052005000300001.

Compararam-se 14 genótipos (linhagens mutantes e cultivares) de trigo quanto ao crescimento de raízes primárias durante 7 e 15 dias de desenvolvimento em soluções nutritivas, com arejamento, em laboratório, por meio de dois experimentos, em blocos ao acaso, com duas repetições cada um. No primeiro, utilizaram-se soluções nutritivas com quatro diferentes concentrações salinas (1/1, 1/2, 1/5 e 1/10 da concentração salina da solução nutritiva completa) mantendo-se constante o pH (4,0) e a temperatura (24 ± 1 ºC) e, no segundo experimento, empregaram-se soluções completas com três diferentes pHs (4,0; 5,0 e 6,0), mantendo-se constante a temperatura (24 ± 1 ºC). Pelas análises de variância dos crescimentos médios de raízes dos genótipos após 7 e 15 dias, nos experimentos 1 e 2, observaram-se efeitos significativos para genótipos e concentrações salinas ou pHs das soluções e efeitos não significativos para as interações genótipos x concentrações salinas ou genótipos x pHs das soluções. Observou-se grande variabilidade genética entre os genótipos avaliados para crescimento de raízes primárias nos primeiros estádios de desenvolvimento, independentemente do pH, concentração salina e período de crescimento. Nos genótipos 6 (BH-1146) e 23 (KAUZ"S"/IAC-24 M2), tolerantes ao Al3+ houve maior crescimento radicular nos primeiros 7 e 15 dias de desenvolvimento. Nos genótipos 25 (KAUZ"S"/IAC-24 M4), 27 (KAUZ"S"/IAC-24 M6), 37 (TUI"S"/IAC-24 M2), 40 (IAC-287/IAC-24 M1), 41 (IAC-287/IAC-24 M2), 42 (IAC-287/IAC-24 M3) e 44 (IAC-287/IAC-24 M4), tolerantes ao Al3+ e 32 (KAUZ"S"), sensível ao Al3+, ocorreu reduzido crescimento radicular nas mesmas condições.

Keywords : raízes primárias; melhoramento; tolerância ao alumínio.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese