SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.66 número4Acúmulo de macronutrientes em cana-de-açúcar em função da adubação nitrogenada e dos resíduos culturais incorporados ao solo no plantioCaracteristicas físicas e químicas de goiabas 'Cortibel 1' e 'Cortibel 4' armazenadas em condições ambientais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Bragantia

versão On-line ISSN 1678-4499

Resumo

FANAN, Sheila  e  NOVEMBRE, Ana Dionisia da Luz Coelho. Condicionamento fisiológico de sementes de berinjela. Bragantia [online]. 2007, vol.66, n.4, pp. 675-683. ISSN 1678-4499.  http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052007000400018.

A pesquisa objetivou avaliar métodos de condicionamento fisiológico de sementes de berinjela (Solanum melongena L.). Para tanto, sementes de três lotes, cultivar Napoli, foram condicionadas entre papel toalha com 30, 60 e 90 mL de água a 15, 20 e 25 ºC e com soluções a -0,5, -1,0, -1,5 e -2,5 MPa de PEG 6000 a 20 ºC e, em seguida, secadas a 30 °C até atingirem teores de água similares aos originais. Sementes sem (testemunha) e com condicionamento foram avaliadas quanto ao teor de água, à germinação e ao vigor (velocidade de germinação, envelhecimento acelerado, deterioração controlada e condutividade elétrica). Os tratamentos de maior desempenho (20 °C, 90 mL de água ou PEG -0,5 MPa) foram novamente aplicados às sementes que, juntamente com as da testemunha, foram armazenadas e avaliadas pelos mesmos testes aos 0, 60 e 120 dias. Há a possibilidade de condicionar fisiologicamente as sementes de berinjela, a 20 ºC, entre papel toalha, com água ou com solução -0,5 MPa de PEG 6000, seguido de secagem.

Palavras-chave : Solanum melongena L.; hidratação; germinação; vigor.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português