SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 número2Produtividade e qualidade pós-colheita de cultivares de cebola em sistemas de cultivo orgânico e convencionalControle de plantas daninhas na cultura de soja resistente ao glyphosate índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Bragantia

versão impressa ISSN 0006-8705

Resumo

SILVA, Bruna Pires da et al. Interferência de caruru-de-mancha, maria-pretinha, picão-preto e tiririca em tomateiro industrial. Bragantia [online]. 2010, vol.69, n.2, pp.313-318. ISSN 0006-8705.  http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052010000200008.

O objetivo da presente pesquisa foi estudar o efeito da interferência de caruru-de-mancha (Amaranthus viridis), picão-preto (Bidens pilosa), tiririca (Cyperus rotundus) e Maria-pretinha (Solanum americanum) sobre a altura de plantas, a área foliar, o teor de clorofila, o acúmulo de massa seca e macronutrientes na cultura e a massa fresca de frutos do tomateiro industrial. Os tratamentos foram (a) duas plantas de tomateiro + duas de A. viridis; (b) duas plantas de tomateiro + duas de B. pilosa; (c) duas plantas de tomateiro + duas de C. rotundus; e (d) duas plantas de tomateiro + duas de S. americanum. Além disso, manteve-se uma testemunha com duas plantas de tomateiro sem associação com planta daninha. Dentro de cada espécie de planta daninha, o efeito sobre a cultura foi o mesmo para todas as características avaliadas, independentemente da distância utilizada. A. viridis e S. americanum foram plantas daninhas com maior capacidade competitiva que B. pilosa e C. rotundus. O teor de clorofila, a altura e a área foliar do tomateiro não foram afetados pela convivência com as plantas daninhas. B. pilosa e C. rotundus não influenciaram no acúmulo de macronutrientes do tomateiro, enquanto A. viridis e S. americanum afetaram de maneira diferenciada em função da distância utilizada, sendo A. viridis a espécie mais competitiva. A massa fresca de frutos do tomateiro não foi reduzida pela convivência com as quatro espécies de plantas daninhas.

Palavras-chave : tomate; plantas daninhas; competição; crescimento; macronutrientes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons