SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.70 número3Grapevine Niagara leaf anatomy variation under different training systems índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Bragantia

versión impresa ISSN 0006-8705

Resumen

CHAVARRIA, Geraldo et al. Relações hídricas, rendimento e compostos fenólicos de uvas Cabernet Sauvignon em três tipos de solo. Bragantia [online]. 2011, vol.70, n.3, pp. 481-487.  Epub 09-Sep-2011. ISSN 0006-8705.  http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052011005000004.

No presente trabalho, foi avaliada a influência de três tipos de solo (Argissolo Bruno-acizentado, Planossolo Háplico e Neossolo Regolítico) sobre aspectos quantitativos e qualitativos da produção de uvas destinadas à vinificação. O experimento foi executado no ciclo 2008/2009, em vinhedo da cultivar Cabernet Sauvignon (Vitis vinifera L.), no município de Bento Gonçalves, (RS). Avaliou-se a disponibilidade hídrica em base gravimétrica ao longo do período de maturação das uvas, o potencial da água na folha, parâmetros de crescimento vegetativo, componentes do rendimento e os compostos fenólicos no momento da colheita. Argissolos Bruno-acizentados propiciaram maior crescimento vegetativo, sobretudo em massa de ramos, comprimento de entrenós e área foliar, assim como, cachos com maior número de bagas. Planossolos Háplicos com maior disponibilidade hídrica proporcionaram maior produtividade das videiras. Neossolos Regolíticos levaram à menor disponibilidade hídrica, o que reflete em redução do potencial da água na folha. Nestas condições de restrição hídrica, as videiras tiveram menor crescimento e rendimento, como também, maiores teores de taninos e índice de polifenóis totais. Em geral, o Neossolo Regolítico pode ser considerado mais promissor para a obtenção de vinhos finos de qualidade.

Palabras llave : potencial da água na folha; produtividade; qualidade enológica; identidade enológica.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués