SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.70 issue3Water relations, yield and phenolic compounds of grapevines cv. Cabernet Sauvignon in three soil typesVerification of the adaptability and stability of carrot populations by AMMI, GGE Biplot and REML/BLUP methods author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Bragantia

Print version ISSN 0006-8705

Abstract

QUEIROZ-VOLTAN, Rachel Benetti; SOUZA ROLIM, Glauco de; PEDRO JUNIOR, Mário José  and  HERNANDES, José Luiz. Variações na anatomia foliar de videira Niagara em diferentes sistemas de condução. Bragantia [online]. 2011, vol.70, n.3, pp. 488-493.  Epub Sep 09, 2011. ISSN 0006-8705.  http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052011005000002.

Alterações na anatomia de folhas são causadas por diversos fatores ambientais, principalmente a disponibilidade de radiação, podendo causar mudanças na capacidade fotossintética e afetando a produção final. Este trabalho objetivou identificar alterações na estrutura anatômica de folhas de videiras 'Niagara Rosada' e 'Niagara Branca' em três diferentes sistemas de condução: espaldeira (ESP), manjedoura em 'Y' (Y) e manjedoura em 'Y' coberto com plástico (YPLA). Os estudos anatômicos foram realizados em folhas, externas em relação ao dossel, retiradas em três diferentes alturas da planta (superior, mediana e inferior). Para a caracterização anatômica, as amostras foram fixadas em FAA, emblocadas em parafina, seccionadas em micrótomo e coradas com safranina e azul de alciã. As lâminas foram analisadas com o auxílio de um microscópio óptico acoplado a uma câmera de captura de imagens. As espessuras da epiderme das faces adaxial e abaxial, dos parênquimas paliçádico e esponjoso, da espessura total da folha e da razão entre parênquimas paliçádico e esponjoso foram estimadas em uma amostra ao acaso de dez segmentos de cada tratamento, totalizando 1800 observações. Realizaram as análises de variância pelo teste F, sendo as médias dos tratamentos comparadas pelo Tukey a 5% de probabilidade. Observaram-se nas cultivares Niagara Branca e Niagara Rosada conduzidas em ESP uma espessura média de limbo maior, porém foram menos produtivas, quando comparados com Y e YPLA;  folhas expostas a maiores intensidades luminosas tiveram limbo mais espesso devido ao maior desenvolvimento do parênquima paliçádico, independentemente do sistema de condução.

Keywords : Vitis sp; caracterização anatômica; videira; uva de mesa; sistema de condução.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese