SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número69Culpa e cuidado no candomblé baianoReativar a feitiçaria e outras receitas de resistência - pensando com Isabelle Stengers índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista do Instituto de Estudos Brasileiros

versão impressa ISSN 0020-3874versão On-line ISSN 2316-901X

Resumo

VANZOLINI, Marina. O feitiço e a feitiçaria capitalista. Rev. Inst. Estud. Bras. [online]. 2018, n.69, pp.324-337. ISSN 2316-901X.  http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-901x.v0i69p324-337.

Parece ser comum aos pesquisadores da área a percepção de que o Alto Xingu, conjunto multilíngue de povos que habitam a região dos formadores do rio Xingu, vem passando por mudanças significativas associadas ao aumento do afluxo de dinheiro e bens industrializados ao longo da última década ou mais. O que segue é uma tentativa preliminar de formular uma hipótese sobre um aspecto particular desse contexto - a questão de se há uma relação, e qual, entre essas mudanças e a feitiçaria - com base na etnografia dos Aweti, povo tupi xinguano. Resistir à tentação de achar que nós sabemos melhor do que eles o que está acontecendo, e que sabemos o que é melhor para eles, é também compreender qual a forma, ou uma das formas, que a resistência à captura capitalista pode tomar em seu mundo.

Palavras-chave : Aweti; Alto Xingu; feitiçaria; capitalismo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )