SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 issue2Renal scintigraphy using technetium dimercaptosuccinic acid in the diagnosis of pyelonephritis in children: study of 17 casesCeliac disease: clinical characteristics and methods used in the diagnosis of patients registered at the Brazilian Celiac Association author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

PIATTO, Vânia B.  and  MANIGLIA, José V.. Avaliação da audição em crianças de 3 a 6 anos em creches e pré-escolas municipais. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2001, vol.77, n.2, pp. 124-130. ISSN 1678-4782.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572001000200013.

OBJETIVO: realizar a avaliação da audição e o levantamento da prevalência de deficiência auditiva em amostra de crianças, na faixa etária de 3 a 6 anos, em creches e pré-escolas municipais de São José do Rio Preto, SP. MÉTODOS: foram realizadas audiometrias em campo livre para triagem, como primeira etapa, em 103 crianças de ambos os sexos, na referida faixa etária, em 8 creches e 8 pré-escolas previamente selecionadas. As crianças que apresentaram alterações audiométricas na triagem foram encaminhadas ao ambulatório de fonoaudiologia da instituição para realização de audiometria tonal convencional, em uma segunda etapa. A classificação da deficiência auditiva, em relação ao grau, foi feita segundo os critérios da OMS. RESULTADOS: foram encontradas alterações na função auditiva em dez crianças (9,70%, DP%=0,96) da população do estudo. Destas, uma criança (0,97%, DP%=0,96) do sexo masculino apresentou deficiência auditiva condutiva de grau leve na orelha esquerda (média OE=35 dB) e 9 crianças (8,73%, DP%=2,78) apresentaram alterações nos limiares auditivos, por via aérea, nas freqüências agudas de 4.000, 6.000 e/ou 8.000Hz. Cento e duas crianças (99,03%, DP%=0,96%), sendo 55 do sexo masculino (53,39%, DP%=4,90%) e 47 do sexo feminino (45,64%, DP%=4,90%), não apresentaram deficiência auditiva, pelos critérios da OMS. CONCLUSÕES: a prevalência de 9,7% de alterações na função auditiva encontrada na população do estudo vem a comprovar a necessidade da implantação de programas de prevenção e diagnóstico precoce da deficiência auditiva.

Keywords : surdez; audiometria; creches.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License