SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 issue3Monosymptomatic nocturnal enuresisEffect of perinatal asphyxia on thyroid hormones author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

SEGRE, Conceição A. M.; COLLETTO, Gloria M. D. D.  and  BERTAGNON, José R. D.. Curvas de crescimento intra-uterino de uma população de alto nível socioeconômico. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2001, vol.77, n.3, pp.169-174. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572001000300006.

OBJETIVO: as curvas de percentil constituem uma das formas de avaliação do crescimento intra-uterino e podem predizer doenças do recém-nascido como também caracterizar uma população. Este trabalho teve por objetivo construir as curvas de crescimento intra-uterino dos recém-nascidos da Maternidade do Hospital Albert Einstein (MAE), hospital que atende a uma população de alto nível socioeconômico, e comparar com as curvas de crescimento intra-uterino de uma população norte-americana da Califórnia. MÉTODOS: foram construídas curvas de crescimento intra-uterino a partir do peso do recém-nascido de parto único, tomado logo após o nascimento, e da idade gestacional segundo informações maternas, a partir da 32ª. semana de idade gestacional, abrangendo os nascimentos ocorridos na MAE no período de fevereiro de 1995 a fevereiro de 1999. Foram calculados os percentis 10, 50 e 90 do peso ao nascer para cada idade gestacional e comparados com os das curvas da Califórnia. RESULTADOS: as curvas dos percentis 10 e 50 na população da MAE não diferiram das curvas da Califórnia. Para o percentil 90, a curva da MAE ficou abaixo das curvas da Califórnia. Houve número menor de pequenos e grandes para a idade gestacional (PIG e GIG) quando classificados pelas curvas da Califórnia. A classificação em PIG, AIG, GIG mostrou-se relacionada significantemente com o ganho de peso materno nos dois sexos. CONCLUSÕES: as duas populações analisadas segundo as curvas de crescimento intra-uterino são diferentes entre si; deverão ser identificados fatores específicos que atuem na população da MAE.

Keywords : recém-nascido; desenvolvimento infantil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License