SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 issue4Human colostrum: a natural source of probiotics?Randomized clinical trial of intravenous magnesium sulfate versus salbutamol in the early management of severe acute asthma in children author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

KOVALHUK, Loreni C.S.; ROSARIO, Nelson A.  and  CARVALHO, Arnolfo. Mediadores inflamatórios, citograma em lavado nasal e tomografia computadorizada de seios paranasais em crianças atópicas. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2001, vol.77, n.4, pp. 271-278. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572001000400008.

OBJETIVOS: os objetivos deste estudo foram avaliar a celularidade e os mediadores inflamatórios no lavado nasal (LN) e a extensão de comprometimento da mucosa dos seios paranasais, em atópicos assintomáticos para sinusite. MÉTODOS: foram estudados 48 atópicos com rinite alérgica (RA), 33/48 com asma; 13 crianças não atópicas constituíram o grupo controle. Foram excluídos os casos com sinusite aguda, crônica ou recorrente. A extensão de lesão da mucosa paranasal, avaliada por tomografia computadorizada (TC) coronal dos seios da face (SF), foi graduada por escore padronizado (0-30). Escore maior ou igual a 12 indicava comprometimento extenso da mucosa dos SF. O LN foi obtido para quantificar a celularidade total e diferencial. Uma alíquota do sobrenadante foi usada para dosagem de mediadores inflamatórios: Interleucina-8 (IL-8), Mieloperoxidase (MPO), Proteína catiônica eosinofílica (ECP). A albumina foi usada como marcador de permeabilidade vascular. Estas determinações foram realizadas em amostras do fluido nasal (FN) de todos os atópicos e em 6/13 dos casos-controle. Foram realizados nos 3 grupos hemograma e espirometria. RESULTADOS: o comprometimento da mucosa paranasal foi extenso em 7/33 (21%) dos asmáticos (Grupo I), 2/15 (13%) dos pacientes com RA (Grupo II). No grupo controle (Grupo III) o maior escore de TC foi 7. A contagem total de células e de eosinófilos/ml e a concentração de albumina do FN foram maiores entre asmáticos com escore de TC acima de 12. O nível de IL-8, o número de neutrófilos e de células epiteliais/ml no FN foram semelhantes nos 3 grupos. Os atópicos (n=48) apresentaram uma correlação positiva entre escore de TC, eosinofilia periférica, número de eosinófilos/ml e concentração de ECP no FN. Houve uma associação entre o número de neutrófilos e concentrações de IL-8 e MPO e entre IL-8 e eosinófilos. CONCLUSÕES: em asmáticos assintomáticos para sinusite, o comprometimento extenso da mucosa paranasal está associado à eosinofilia periférica e do lavado nasal e à ativação celular. A infiltração e a ativação de neutrófilos não estavam relacionadas com a maior extensão de lesão da mucosa paranasal.

Keywords : sinusite; asma; rinite; tomografia computadorizada; lavado nasal; interleucina-8; mieloperoxidase; proteína catiônica eosinofílica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese