SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 issue6Cerebral CT scan alterations in children with ocular lesions caused by congenital toxoplasmosisMaternal conceptions of infantile diarrhea author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

SENA, Lauro Virgílio de; MARANHAO, Hélcio de Sousa  and  MORAIS, Mauro Batista de. Avaliação do conhecimento de mães sobre terapia de reidratação oral e concentração de sódio em soluções sal-açúcar de preparo domiciliar. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2001, vol.77, n.6, pp. 481-486. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572001000600011.

OBJETIVO: avaliar os conhecimentos de mães sobre a terapia de reidratação oral e determinar a concentração de sódio em soluções sal-açúcar preparadas pelas mães entrevistadas. MÉTODOS: estudo de corte transversal, com famílias de baixo nível socioeconômico, moradores na periferia da cidade de Natal, RN. Foram visitados 136 domicílios onde residiam crianças abaixo de 5 anos. Por entrevista, as mães forneceram informações sobre a indicação, o modo de administração e a forma de preparo da solução sal-açúcar. A concentração de sódio foi determinada em 100 soluções preparadas pelas mães entrevistadas. RESULTADOS: apenas 9,0% das mães informaram adequadamente sobre a indicação da solução e 21,0% sobre a forma correta de administração. Os percentuais de erros sobre o conhecimento quanto à medição dos ingredientes foram: 2,5% para o sal, 22,2% para a água e 43,2% para o açúcar, considerando as respostas das 81 mães que mencionaram as quantidades com base na colher plástica dupla. Metade das soluções analisadas, independentemente do tipo de medida utilizada no seu preparo, apresentou concentração de sódio dentro dos limites de segurança (30 mmol/l a 100 mmol/l). As soluções consideradas perigosas (> 100 mmol/l) e ineficazes (< 30 mmol/l) atingiram percentuais de 47,0% e 3,0%, respectivamente. Das 69 soluções preparadas com a colher plástica dupla, 63,8% foram adequadas quanto ao teor de sódio, enquanto que 19,3% das 31 preparadas com outros tipos de medidas encontravam-se dentro dos limites aceitáveis para a concentração de sódio (p=0,0001). CONCLUSÃO: os conhecimentos das mães sobre terapia de reidratação oral foram insuficientes, e a concentração de sódio das soluções sal-açúcar com freqüência estiveram fora dos limites de segurança, particularmente para aquelas que não utilizaram a colher plástica dupla durante o preparo da amostra de soro solicitada. Esses resultados devem ser considerados em futuros programas educacionais sobre a terapia de reidratação oral.

Keywords : diarréia infantil; desidratação; soluções para reidratação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese