SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.78 issue2Pulmonary blood flow distribution in acute viral bronchiolitisThe influence of poor nutrition on the necessity of mechanical ventilation among children admitted to the Pediatric Intensive Care Unit author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

SANO, Priscilla Y.; MASOTTI, Renata R.; SANTOS, Antonio A.C. dos  and  CORDEIRO, José A.. Avaliação do nível de compreensão da prescrição pediátrica. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2002, vol.78, n.2, pp. 140-145. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572002000200013.

Objetivo: objetiva-se nesse estudo estabelecer a relação entre o nível de compreensão da prescrição pediátrica pela mãe ou outro acompanhante e os possíveis fatores causais da não-adesão ao tratamento, buscando-se, assim, melhorar a qualidade do atendimento médico.Método: foram entrevistados, aleatoriamente, cem acompanhantes de cem crianças atendidas no ambulatório de Pediatria de Hospital Universitário, no período de abril/2000 a outubro/2000, e que receberam orientação e/ou receita médica na consulta. Aplicou-se um questionário que avaliou o nível socioeconômico-cultural do acompanhante, fatores relacionados à consulta e à execução do tratamento e à compreensão da caligrafia e conteúdo da "receita".Resultados: dos entrevistados, 83% tinham prescrição e 17% receberam apenas orientações; 88% eram mães, e 63% cursaram 1º grau incompleto. Com relação à consulta, 80% relataram bom nível de satisfação. Daqueles com receita, 71% compreenderam bem a letra da receita, e 29% apresentavam compreensão regular ou ruim. Em 47% das prescrições, havia símbolos e/ou abreviaturas, dos quais, 59% não foram compreendidos. Quanto à compreensão do conteúdo da receita; 71% lembravam-se de todos os medicamentos prescritos; 15,7% não se lembravam, mas conseguiam ler a receita; 7,2% não se lembravam e referiam que o "farmacêutico" a explicaria; e 6% não se lembravam e nem conseguiam ler a receita.Conclusão: conclui-se que os fatores relacionados à não compreensão da prescrição pediátrica são o baixo nível socioeconômico-cultural do acompanhante/responsável e fatores relacionados ao médico, tais como: a utilização de símbolos/abreviaturas, letra ilegível e orientações fornecidas apenas verbalmente.

Keywords : prescrição de medicamentos; pediatria; satisfação do paciente; cuidados médicos; garantia da qualidade de saúde.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese