SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.78 issue2Urinary excretion of calcium, uric acid and citrate in healthy children and adolescentsPrimary hyperoxaluria with endstage renal failure in an infant author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

GASPAR, Maria Cristina A. et al. Resultado de intervenção nutricional em crianças e adolescentes com fibrose cística. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2002, vol.78, n.2, pp. 161-170. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572002000200016.

Objetivo: poucos estudos têm verificado longitudinalmente a evolução do estado nutricional de pacientes com fibrose cística. O objetivo deste estudo foi acompanhar a evolução do estado nutricional, composição corporal e consumo de energia, macro e micronutrientes ingeridos por crianças e adolescentes, mediante intervenção nutricional, no Ambulatório de Fibrose Cística/Pneumologia Pediátrica, do Departamento de Pediatria da UNIFESP.Métodos: a casuística constituiu-se de 18 pacientes, sendo 13 do sexo masculino e 5 do feminino, faixa etária de 0,3 a 18,4 anos. Realizaram-se 3 avaliações: no momento 1 (M1: pré-intervenção nutricional), no M2, após 6 meses, e no M3, após 12 meses. Foram analisados nos 3 momentos: o escore Z de peso/idade (P/I), peso/estatura (P/E) e estatura/idade (E/I) e o cálculo do registro alimentar de 3 dias. No M1 e M3, verificou-se a composição corporal (antropometria). A conduta nutricional foi hipercalórica, hiperprotéica e houve adequação de macro e micronutrientes.Resultados: observou-se aumento significante do escore Z de E/I (M1=-1,07; M2=-0,69; M3=-0,50) e de massa magra após a intervenção nutricional, sem melhora no escore Z de P/E e massa gorda. Verificou-se aumento no consumo energético nos M2 (139%) e M3 (132%) em relação ao M1 (106%). Houve considerável aumento no consumo de proteína, cálcio, ferro e vitamina C pelos pacientes. A presença de anemia ocorreu em 44,4% (8/18) dos pacientes.Conclusão: o aumento no escore Z de E/I e massa magra ocorreu devido a adequação no consumo de energia, após a intervenção nutricional. Não houve melhora significante no escore Z de P/E e massa gorda, em função do ganho de estatura e de massa magra.

Keywords : fibrose cística; intervenção nutricional; energia e nutrientes; estado nutricional; composição corporal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese