SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.78 issue3Importance of the ophthalmological evaluation in newbornsWeight/length ratio: is it a good index to assess the nutritional status of full-term newborns? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

PRETTO, Fernanda M.; SILVEIRA, Themis R.; MENEGAZ, Virginia  and  OLIVEIRA, Jarbas de. Má absorção de lactose em crianças e adolescentes: diagnóstico através do teste do hidrogênio expirado com o leite de vaca como substrato. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2002, vol.78, n.3, pp. 213-218. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572002000300009.

Objetivo: determinar a prevalência de má absorção de lactose e sua associação com a cor da pele e com a idade em crianças e adolescentes de escolas públicas do município de Porto Alegre. Métodos: foi realizado um estudo transversal, que incluiu 225 indivíduos de 8 a 18 anos, alunos de duas escolas públicas do município de Porto Alegre. A seleção dos alunos ocorreu através de sorteio. Os participantes foram classificados segundo a cor da pele (brancos e não-brancos), e a faixa etária (8 a 12 e 13 a 18 anos). A má absorção de lactose foi diagnosticada através do teste do hidrogênio expirado após ingestão de 250ml de leite de vaca integral industrializado. O teste teve duração de 3 horas, com coletas em jejum e aos 60, 120 e 180 minutos após a ingestão do leite. Foi considerado como critério de positividade o aumento 20 ppm na concentração de hidrogênio em relação ao nível basal. Resultados: foram estudados 225 alunos, com uma média e desvio-padrão de idade de 12,2 2,0 anos. Cento e trinta e quatro indivíduos eram do sexo feminino (59,6%). Cento e cinqüenta e quatro alunos eram de cor branca (68,4%) e os restantes, de cor não-branca. A má absorção de lactose foi evidenciada em 19/225 casos (8,4%). Ela foi diagnosticada em 8/154 alunos de cor branca (5,2%) e em 11/71 alunos de cor não-branca (15,5%) (p= 0,02). Em relação à faixa etária, ocorreram 15/143 casos de má absorção nos alunos entre 8 a 12 anos (10,5%), e 4/82 casos entre 13 e 18 anos (4,9%) (p= 0,227). Conclusões: a prevalência de má absorção de lactose encontrada em alunos de escolas públicas de Porto Alegre é significativa, especialmente se considerarmos que foram utilizadas doses fisiológicas do dissacarídeo (250 ml de leite) para o diagnóstico. A taxa de má absorção foi maior entre as crianças de cor não-branca em relação às crianças de cor branca, confirmando a influência racial na hipolactasia primária do tipo adulto. Não foi encontrada associação entre má absorção de lactose e faixa etária.

Keywords : Má absorção de lactose; leite de vaca; teste do hidrogênio expirado.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese