SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 issue1Identification of difficulties at the beginning of breastfeeding by means of protocol applicationInfluenza vaccination in HIV infected children: immunologic and viral load changes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

MORAES, Mônica M. C.  and  SILVA, Gisélia A. P. da. Fatores de risco para infecção pelo Helicobacter pylori em crianças. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2003, vol.79, n.1, pp. 21-28. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572003000100006.

Objetivo: conhecer a soroprevalência da infecção pelo Helicobacter pylori em crianças e identificar a presença de fatores de risco associados à sorologia positiva. Método: realizou-se um estudo transversal para o estabelecimento da soroprevalência e, posteriormente, um estudo comparativo entre as crianças com sorologias positivas e negativas. Estudadas 228 crianças, no Hospital Geral de Pediatria - Instituto Materno-Infantil de Pernambuco, entre maio e julho de 1999. Avaliou-se idade, sexo, variáveis ambientais, socioeconômicas, de saúde e nutricionais; história de moradores do mesmo domicílio, com queixas digestivas e história pregressa de doença péptica. Esses dados foram obtidos através de entrevista realizada com os pais ou responsáveis das crianças. O estado nutricional foi avaliado através dos índices antropométricos. Resultados: a soroprevalência para o Helicobacter pylori foi de 32% (IC 95% 26%-38%); 25,8% (IC 95% 17,8%-33,8%) nos pré-escolares, e de 39,4% (IC 95% 30,4% -48,4%) nos escolares. Nas crianças soropositivas, observou-se com maior freqüência ausência, no domicílio, de vaso sanitário, ou o mesmo não tinha descarga (p=0,008), maior aglomeração domiciliar (p=0,05), uma menor renda familiar (per capita) (p=0,03) e maior número de mães que não sabiam ler nem escrever (p=0,0002). Não houve diferença estatística significante nos dois grupos em relação às variáveis indicadoras de condições de saúde, aos índices antropométricos e quanto ao contato com morador com queixas digestivas ou história pregressa de gastrite ou úlcera péptica. Conclusões: a soroprevalência da infecção pelo Helicobacter pylori foi alta na população estudada, sendo maior entre os escolares. Verificou-se associação entre a soropositividade e condições ambientais desfavoráveis.

Keywords : infecções por Helicobacter pylori; fatores de risco.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese