SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 issue2Neural tube defects and associated factors among liveborn and stillborn infantsEvaluation factors associated in recurrent and/or severe infections in patients with Down's syndrome author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

CAVALCANTI, Denise P.  and  SALOMAO, Maria A.. Incidência de hidrocefalia congênita e o papel do diagnóstico pré-natal. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2003, vol.79, n.2, pp.135-140. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572003000200008.

OBJETIVO: analisar criticamente o aumento da incidência de hidrocefalia na Maternidade do CAISM - UNICAMP, identificando o(s) fator(es) que podem explicar esse aumento. CASUÍSTICA E MÉTODOS: estudou-se os portadores de hidrocefalia nascidos no CAISM, no período de setembro de 1987 a dezembro de 1998, exceto as hidrocefalias secundárias a defeito de fechamento de tubo neural. Os dados foram coletados a partir dos arquivos do Programa de Genética Perinatal-CAISM, incluindo as fichas ECLAMC e as do Ambulatório de Genética Perinatal, além de prontuários médicos hospitalares dos recém-nascidos e/ou de suas mães. As hidrocefalias foram classificadas em quatro grupos clinicamente distintos. As incidências das hidrocefalias e suas tendências foram estudadas a partir do teste de tendência de Cochran-Armitage. RESULTADOS: foram registrados 111 recém-nascidos portadores de hidrocefalia (3,16/1.000 nascimentos). A incidência anual das hidrocefalias mostra uma tendência em aumento significativa (p = 0,001), que se acentuou após 1992. Dos 4 subgrupos de hidrocefalias (isoladas, associadas a infecção, associadas a síndromes dismórficas e associadas a defeitos múltiplos), apenas entre as isoladas foi observada tendência em aumento significativa (p = 0,001). A maioria, 85% (94/111), das hidrocefalias registradas no período tinha diagnóstico pré-natal, e dessas, em 66% identificou-se um encaminhamento para o CAISM devido a tal diagnóstico. CONCLUSÕES: o presente estudo sugere fortemente que a tendência em aumento das hidrocefalias no CAISM está associada ao diagnóstico ultra-sonográfico pré-natal e conseqüente encaminhamento preferencial desses casos para o CAISM, dada a sua condição de hospital de referência na região. Dentre os grupos clínicos de hidrocefalia, a tendência em aumento se verifica especialmente no grupo, etiologicamente heterogêneo, das hidrocefalias isoladas.

Keywords : idrocefalia congênita; diagnóstico pré-natal; incidência; ultra-sonografia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License