SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 issue3Effect of preterm infant position on weaning from mechanical ventilationBone mineralization in children and adolescents with type 1 diabetes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

BASTOS, Marília D.  and  SILVEIRA, Themis R. da. Níveis plasmáticos de vitamina D em crianças e adolescentes com colestase. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2003, vol.79, n.3, pp. 245-252. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572003000300011.

OBJETIVO: verificar os níveis plasmáticos de vitamina D de pacientes colestáticos crônicos e relacionar com estado nutricional, tempo de colestase e uso de suplemento vitamínico. MÉTODOS: estudo transversal controlado, cujo fator em estudo é colestase crônica e o desfecho, o nível plasmático de vitamina D. Pacientes entre quatro meses a 18 anos, atendidos na unidade de gastroenterologia pediátrica do HCPA; como controles, crianças eutróficas da mesma faixa etária. Foi coletado sangue para as dosagens por radioimunoensaio, e realizadas avaliação antropométrica, pesquisa de tempo de colestase e uso de suplemento vitamínico. RESULTADOS: foram avaliadas 22 crianças e adolescentes com colestase crônica e 17 controles. O valor médio de vitamina D entre os pacientes foi de 13,7 ± 8,39 ng/ml, enquanto que nos controles foi de 25,58 ± 16,73 ng/ml (p = 0,007). A prevalência de hipovitaminose D, entre os pacientes, foi de 36%. A mediana do tempo de colestase foi de um ano. A avaliação antropométrica (NCHS) demonstrou 36% de desnutrição pelo peso, e 41% para estatura. Na avaliação antropométrica pelo escore z, obtivemos prevalência de desnutrição para os critérios altura/idade e peso/idade de 33,3% e 23,8%, respectivamente. Avaliado peso em relação altura, não observamos valores abaixo de dois desvios padrão. Não foi observada relação entre o estado nutricional, o uso de suplemento oral e os níveis plasmáticos de vitamina D CONCLUSÕES: os níveis plasmáticos de vitamina D em colestáticos foram menores do que os dos controles, sem relação com estado nutricional, tempo de colestase e/ou uso suplementação vitamínica.

Keywords : colestase crônica; vitamina D; desnutrição.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese