SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 issue4Pacifier use and its relationship with early weaning in infants born at a Child-Friendly HospitalPrevalence of overweight and childhood obesity in Feira de Santana-BA: family detection x clinical diagnosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

VIEIRA, Maria L.F.; SILVA, João L.C. Pinto e  and  BARROS FILHO, Antônio A.. A amamentação e a alimentação complementar de filhos de mães adolescentes são diferentes das de filhos de mães adultas?. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2003, vol.79, n.4, pp. 317-324. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572003000400009.

OBJETIVOS: estudar a amamentação ao longo do primeiro ano de vida, e o tipo de alimentos complementares utilizados no final do primeiro ano de vida em filhos de mães adolescentes, e comparar com os filhos de mães adultas. MÉTODOS: estudo tipo coorte, ambidirecional, no qual as crianças foram selecionadas nos arquivos do CAISM/UNICAMP e avaliadas com um ano de idade. Estudados 122 filhos de adolescentes e 123 filhos de adultas, nascidos a termo, pesando > 2.500 g. Entrevistas realizadas nas casas ou no CIPED/UNICAMP, quando as crianças tinham um ano. Foram usados teste do qui-quadrado e de Fisher, a=5%, análise de sobrevida da amamentação pelo método de Kaplan-Meier e teste de Wilcoxon (Breslow) para comparar as curvas de amamentação exclusiva, predominante, completa e total. RESULTADOS: 94,3% dos filhos de adolescentes e 95,9% dos filhos de adultas saíram da maternidade amamentados (p=0,544). A mediana de amamentação exclusiva foi de 90 dias para ambos os grupos. Com um ano de idade, 35,3% e 28,5% dos filhos de mães adolescentes e adultas, respectivamente, continuavam amamentados (p=0,254): leite materno 11,5% x 8,9% e aleitamento misto 23,8% x 19,5% (p=0,519). Os filhos de adolescentes ingeriram menos carne diariamente, comparados aos filhos de adultas (13,9% x 26,0%; Fisher: p=0,031). Ovo não é consumido por 11,5% x 19,5% dos filhos de adolescentes e de adultas, mas sugere ser mais consumido pelos filhos de adolescentes (p=0,082). CONCLUSÕES: O tempo de amamentação e o seu padrão foram semelhantes entre os filhos de mães adolescentes e de mães adultas. A alimentação complementar também foi similar, com exceção de um menor consumo de carnes e um maior consumo de ovos entre os filhos de mães adolescentes.

Keywords : amamentação; alimentos complementares; curvas de amamentação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese